formação

Caixa Económica Montepio Geral recruta para o novo programa de trainees

Novo programa de trainees irá recrutar de 35 a 50 estagiários
Novo programa de trainees irá recrutar de 35 a 50 estagiários

A Caixa Económica Montepio Geral está à procura de novos talentos e lança o seu primeiro programa de trainees.

É já esta sexta-feira que arrancam as candidaturas para o novo programa de estagiários da Caixa Económica Montepio Geral, avançou um representante do organismo ao Dinheiro Vivo. As vagas são transversais às funções de todo o banco e vão do marketing à informática, passando pelos recursos humanos, contabilidade, marketing e gestão.

O processo de recrutamento arranca esta sexta-feira e termina no dia 18 de junho. As candidaturas poderão ser feitas através do site dedicado ao programa. O processo de seleção decorre entre junho e julho e os estágios começam em setembro tendo a duração total de um ano. No final destes 12 meses, a Caixa Económica Montepio Geral avança que os estagiários terão a possibilidade de integrar a empresa. As vagas não se restringem à capital e estendem-se às ilhas, ao Viseu e ao Porto.

Os desafios são valorizados

Os estagiários serão alocados à área da sua especialização tendo, contudo, a oportunidade de vir a conhecer outras áreas de trabalho e projetos do banco. Esta iniciativa conhecida como Inovation time off permite ao estagiário dedicar uma tarde por semana a um projeto especial do banco, de forma a solucionar um determinado desafio. O objetivo final desta iniciativa é de dar a conhecer, aos trainees, a organização de uma forma mais transversal.

Serão recrutados de 35 a 50 estagiários sendo, todos eles, acompanhados por um tutor. Esta iniciativa faz parte do objetivo que o banco traçou para si próprio na esfera da modernização, transformação e inovação.

Os estagiários terão também a oportunidade de participar no Think Thank da agência Spark Agency, com o objetivo de desenvolver competências de trabalho e potenciar a transferência de valor humano entre os trainees e a empresa.

O recrutamento será exigente, com maior valorização no talento e nas soft skills em detrimento da qualificação e da média dos candidatos. O recrutamento dos recém-licenciados permite que ao banco dinamizar a sua estrutura e favorecer a renovação demográfica no espaço de trabalho.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A administradora delegada da Media Capital, Rosa Cullell (E), acomapnhada pelo CEO da Altice Media, Alain Weill (2-E), do CEO do Grupo Altice, Michel Combes (2-D), e do Chairman e CEO da Portugal Telecom, Paulo Neves (D), fala durante uma conferência de imprensa sobre a compra da Altice sobre o grupo Media Capital,. Fotografia: ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Compra da TVI pelo Meo pode “criar entraves significativos à concorrência”

O ministro das Finanças, Mário Centeno (E), acompanhado por Carlos Tavares (D), antigo presidente da CMVM, durante a sessão de apresentação pública do relatório do Grupo de Trabalho para a Reforma do Modelo de Supervisão Financeira. (ANDRÉ KOSTERS/LUSA)

Belém e Parlamento terão de validar novo governador do Banco de Portugal

Cristina Casalinho, presidente do IGCP. Fotografia: Diana Quintela/Global Imagens

Casalinho quer alongar pagamento da dívida para evitar picos de reembolsos

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Caixa Económica Montepio Geral recruta para o novo programa de trainees