Poupança

Este casal reformou-se antes dos 40 (e não ganhou o Euromilhões)

Justin-e-Kairson-McCurry-1-1060x594-1544032045

Justin e Kaisorn McCury não ganharam a lotaria nem tiveram acesso a nenhuma herança, mas traçaram um plano no início da carreira.

Pode parecer surreal, mas este casal com três filhos reformou-se pouco depois de completar os 30 anos de idade. Justin e Kaisorn McCury, naturais do Norte da Califórnia, nos EUA, conseguiram poupar cerca de 1,14 milhões de euros durante uma década e agora podem usufruir de uma reforma “de sonho”. Justin tinha 33 anos e Kaisorn tinha 38 anos quando deixaram os seus empregos.

Segundo a CNBC, a aventura para a reforma (muito) antecipada começou a ser pensada em 2004, quando Justin já trabalhava, como engenheiro, e Kaisorn estava a terminar o curso de Direito.

O casal não ganhou a lotaria nem teve acesso a nenhuma herança, por isso cedo teve de começar a traçar um plano. Nos primeiros anos, o casal gastava apenas metade do rendimento familiar anual e poupava, e investia, o restante. Depois, começaram a poupar naquelas que são as principais despesas familiares: casa, transporte e alimentação.

“Mantivemos essas despesas relativamente baixas. Conduzimos o mesmo carro durante 16 anos, e cozinhávamos muito em casa”, explica Justin.

“Uma poupança constante e investimentos em fundos de baixo risco, ano após ano”, foi outras das estratégias, revela Justin. Esta “reforma de sonho” foi conseguida com o esforço do próprio casal e com uma gestão muito regrada dos gastos. No seu blog pessoal, “Roots for Good”, Justin revela que o facto de terem três filhos também lhes possibilitou usufruir de alguns benefícios fiscais e redução nos impostos.

“É uma boa sensação ter tempo livre. O que as pessoas costumam fazer aos fins-de-semana, nos fazemos sete dias por semana”, afirma Justin.

Leia também: Estes são os países onde se trabalha mais anos

O casal garante não estar arrependido, mas lembra que há algumas desvantagens, como a solidão e uma vida menos estruturada. “Quando deixas o teu trabalho a tempo inteiro, deixa para trás muita interação social.” “O trabalho mantém-nos ocupados e não te obriga a andar por casa a pensar: como vou ocupar os meus dias?”, sublinha Justin que acredita que a solução está em “fazer o que te interessa e procurar pessoas com interesses semelhantes”.

Os especialistas, alertam ainda que “um dos perigos” de avançar para reforma em tenra idade é “perder o contacto com os amigos e família”, que deixam de ter os mesmos horários.

“Em termos dos constrangimentos no meu dia-a-dia, tal como a obrigação para comparecer todos os dias às 08 da manhã, ter um horário e cumprir prazos, dessas coisas, definitivamente, não sinto falta”, remata Justin.

Hoje, o jovem casal reformado tem de gerir um orçamento anual de 35,18 mil euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
light-1208275_1280

Bruxelas diz sim: Governo pode baixar IVA da luz de 23 para 6%

António Mexia, CEO da EDP. (Fotografia: Sara Matos / Global Imagens)

EDP anuncia venda ativos renováveis no valor de 800 milhões

A presidente do Conselho das Finanças Públicas, Nazaré Costa Cabral. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA / LUSA

Conselho das Finanças elogia Centeno pelo “controlo das despesas”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Este casal reformou-se antes dos 40 (e não ganhou o Euromilhões)