Poupança

Este casal reformou-se antes dos 40 (e não ganhou o Euromilhões)

Justin-e-Kairson-McCurry-1-1060x594-1544032045

Justin e Kaisorn McCury não ganharam a lotaria nem tiveram acesso a nenhuma herança, mas traçaram um plano no início da carreira.

Pode parecer surreal, mas este casal com três filhos reformou-se pouco depois de completar os 30 anos de idade. Justin e Kaisorn McCury, naturais do Norte da Califórnia, nos EUA, conseguiram poupar cerca de 1,14 milhões de euros durante uma década e agora podem usufruir de uma reforma “de sonho”. Justin tinha 33 anos e Kaisorn tinha 38 anos quando deixaram os seus empregos.

Segundo a CNBC, a aventura para a reforma (muito) antecipada começou a ser pensada em 2004, quando Justin já trabalhava, como engenheiro, e Kaisorn estava a terminar o curso de Direito.

O casal não ganhou a lotaria nem teve acesso a nenhuma herança, por isso cedo teve de começar a traçar um plano. Nos primeiros anos, o casal gastava apenas metade do rendimento familiar anual e poupava, e investia, o restante. Depois, começaram a poupar naquelas que são as principais despesas familiares: casa, transporte e alimentação.

“Mantivemos essas despesas relativamente baixas. Conduzimos o mesmo carro durante 16 anos, e cozinhávamos muito em casa”, explica Justin.

“Uma poupança constante e investimentos em fundos de baixo risco, ano após ano”, foi outras das estratégias, revela Justin. Esta “reforma de sonho” foi conseguida com o esforço do próprio casal e com uma gestão muito regrada dos gastos. No seu blog pessoal, “Roots for Good”, Justin revela que o facto de terem três filhos também lhes possibilitou usufruir de alguns benefícios fiscais e redução nos impostos.

“É uma boa sensação ter tempo livre. O que as pessoas costumam fazer aos fins-de-semana, nos fazemos sete dias por semana”, afirma Justin.

Leia também: Estes são os países onde se trabalha mais anos

O casal garante não estar arrependido, mas lembra que há algumas desvantagens, como a solidão e uma vida menos estruturada. “Quando deixas o teu trabalho a tempo inteiro, deixa para trás muita interação social.” “O trabalho mantém-nos ocupados e não te obriga a andar por casa a pensar: como vou ocupar os meus dias?”, sublinha Justin que acredita que a solução está em “fazer o que te interessa e procurar pessoas com interesses semelhantes”.

Os especialistas, alertam ainda que “um dos perigos” de avançar para reforma em tenra idade é “perder o contacto com os amigos e família”, que deixam de ter os mesmos horários.

“Em termos dos constrangimentos no meu dia-a-dia, tal como a obrigação para comparecer todos os dias às 08 da manhã, ter um horário e cumprir prazos, dessas coisas, definitivamente, não sinto falta”, remata Justin.

Hoje, o jovem casal reformado tem de gerir um orçamento anual de 35,18 mil euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Trabalhos de descarga de contentores no Porto de Sines, 12 de fevereiro de 2020. TIAGO CANHOTO/LUSA

Exportações com quebra de 17% na primeira metade do ano

Isabel Camarinha, líder da CGTP, fala aos jornalistas após audiência com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém, em Lisboa, 30 de julho de 2020. (MIGUEL A. LOPES/LUSA)

CGTP. Governo nega complemento a quem esteve em lay-off sem justificação

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Este casal reformou-se antes dos 40 (e não ganhou o Euromilhões)