Gestão e RH

Como manter os millennials mais felizes

mimi-thian-737030-unsplash

Reter os millennials nas empresas pode ser um desafio. A Adecco dá-lhe dicas para os manter satisfeitos com o emprego.

“Já não há empregos para a vida” é uma expressão cada vez mais ouvida nos dias que correm. E, a verdade é que a lealdade dos millennials para com as empresas onde trabalham está a diminuir. O estudo Millennial Survey 2018, elaborado pela consultora Deloitte, revela que quase metade destes jovens (43%) tenciona deixar o seu local de trabalho daqui a dois anos. O valor sobe para 61% quando se trata da Geração Z (jovens nascidos entre o final da década de 1990 e 2010). E há mais. Apenas 28% dos millennials tenciona manter o mesmo emprego mais de cinco anos.

Segundo o estudo, estes jovens estão cada vez mais céticos em relação à motivação e à ética da empresa. Entre os millennials que consideram deixar o seu trabalho nos próximos dois anos, 62% considera a economia “gig”- economia caracterizada pelo trabalho flexível (freelancers, por exemplo) – como uma alternativa ao emprego a tempo inteiro.

Atualmente, manter os millennials nas empresas pode ser um verdadeiro desafio. Mantê-los satisfeitos, outro ainda maior.

Para tentar contornar esta situação, a Adecco, empresa de recursos humanos, elaborou uma lista de dicas para conseguir manter os millennials mais felizes no emprego e, quem sabe, retê-los durante mais tempo.

Comunicação

Comunique abertamente com os funcionários millennials, encorajando-os a partilhar as suas preocupações. Deve também trabalhar com especialistas para compreender o que esta geração deseja e ir ao encontro das suas expectativas.

Flexibilidade

O trabalho freelancer está a ganhar cada vez mais popularidade. Tente apresentar opções de trabalho flexíveis, criando oportunidades para posições temporárias, que forneçam um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional destes jovens. Salários mais favoráveis aos seus estilos de vida e horários flexíveis são a receita ideal para manter estes jovens nas empresas.

Equipa

Trabalhe perto dos seus colaboradores com o objetivo de eliminar estereótipos e discriminação. Esta dica é essencial para criar uma força de trabalho diversificada e reter uma geração de colaboradores empáticos, produtivos e socialmente conscientes.

Reverse mentoring

Realce o benefício desta prática aos funcionários mais antigos. Segundo a Adecco, o reverse mentoring, ou seja, “aprender” com os mais novos, vai promover não só o trabalho de equipa e a eficiência mas também fazer que as pessoas compreendam melhor as necessidades de cada um e do próprio negócio.

Chatbot

O uso deste programa de computador que simula um ser humano numa conversação está em crescimento. Deve implementá-lo para garantir o envolvimento de toda a equipa. É uma ferramenta para lidar com as tarefas rapidamente.

“As mudanças significativas nos níveis de lealdade são uma oportunidade única para as empresas potenciarem a atração e retenção de talento”, explica Sérgio do Monte Lee, partner da Deloitte.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

Foto: D.R.

TAP soma prejuízos de 111 milhões de euros em nove meses

Outros conteúdos GMG
Como manter os millennials mais felizes