dicas

Como perder o medo do seu chefe?

empregos perigosos

Quando se pergunta a alguém a principal razão para ter medo do chefe a resposta é óbvia: "Porque me pode despedir quando quiser".

Este temor, muitas vezes irracional, está a minar o clima laboral em muitas empresas, que em vez de fomentarem uma cultura de aproximação entre as pessoas, o utilizam como ferramenta de gestão. “O medo bloqueia, gera insegurança, desconfiança, falta de comunicação, corta na autonomia, no assumir de responsabilidade e na tomada de decisões”, diz Fernando Botella, CEO da Think & Action.

A incerteza desencadeia o medo quase tóxico que mina muitas organizações. Segundo Botella, este síndrome parte de uma previsão negativa do futuro por parte do colaborador e de uma gestão inadequada do medo que o leva a interpretar todos os sinais com um sentimento de perda.

Este sentimento está muito distante do temor positivo, aquele que mantém uma relação muito estreita com a sobrevivência e que se traduz num estado natural de vigilância e alerta, útil e necessário para que as coisas aconteçam.

Este medo «bom» é que deve ser explorado para lutar contra o terror, muitas vezes infundado, perante alguém que não é mais que uma pessoa de carne e osso, com incertezas, medos e pequenos fracassos ocultos.

Manual para gerir o medo

Pilar Jericó, directora da Be Up, explica que por detrás destes medos estão a subsistência, a necessidade de controlo e a auto-estima a que qualquer profissional aspira. Assim, antes de deitar as mãos à cabeça, Pilar recomenda enfrentar o medo, evitando que ele domine o trabalhador.

Para José Manuel Chapado, da Isavia, a recomendação é mesmo a de pegar o touro pelos cornos. “Deve-se enfrentar o problema. A origem de muitos problemas entre chefe e empregado não é mais do que uma conversa pendente”, assegura.

Os departamentos de recursos humanos é que estão encarregados de gerar estes espaços de confiança. Pilar Jericó lembra que os empregados são da empresa, não do chefe. Assim sendo, podem sempre utilizar outros meios para expor os seus argumentos e denunciar o comportamento tóxico de um superior.

Fazer o trabalho o melhor possível, é o objetivo de qualquer profissional, mas é necessário levar esse propósito a sério. O perfecionismo gera sempre medo de errar e possíveis represálias, até porque não há espaço para falhar.

Conselhos para evitar o medo

1. Autoconhecimento. Conheça e compreenda o medo. Saiba de onde vem , o que o provoca, quem o provoca e de que forma o está a afetar.

2. Ponto de partida. Questione-se sobre o que pode fazer para deixar de padecer deste mal. É o momento de tomar decisões e elaborar um plano de ação.

3. Actuar. O medo só pode ser superado através da ação, pondo em marcha e executando as decisões planeadas.

4. Observação consciente. Uma vez vencido o medo, trate de manter uam observação consciente e constante do que o rodeia. Isto vai ajudar a que descubra esses medos, antecipando-se a eles.

Artigo originalmente publicado em setembro de 2012

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Empresas com quebras de 25% vão poder pedir apoio à retoma

Lisboa,  29/09/2020 - Ursula Von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia.
(Paulo Alexandrino/Global Imagens)

“Temos de ser cuidadosos em relação à dívida, no longo prazo ela terá de descer”

ANTONIO COTRIM/ LUSA

Governo aposta no clima e competências para recuperação – mas sem empréstimos

Como perder o medo do seu chefe?