Função Pública

Descongelamento salarial chegou em março a 90 mil trabalhadores

Fátima Fonseca , Secretária de Estado da Administração e Emprego Público.

Leonardo Negrão / Global Imagens
Fátima Fonseca , Secretária de Estado da Administração e Emprego Público. Leonardo Negrão / Global Imagens

Até ao final do primeiro trimestre mais de 90 mil funcionários públicos receberam o acréscimo remuneratório resultante do descongelamento salarial.

O universo de funcionários públicos que viu em março o seu salário ser descongelado duplicou em relação ao mês anterior. Esta nova atualização foi revelada esta quarta-feira, pela Secretária de Estado da Administração e do Emprego Público, Maria de Fátima Fonseca, aos sindicatos da função pública.

Daqueles 90 mil trabalhadores, a maior parte (66 mil) teve direito a valorização remuneratória na sequência da avaliação de desempenho e dos pontos que lhes foram atribuídos no período de congelamento que vigorou de 2011 a 2017.

Neste momento, estão ainda a ser analisados vários pedidos de ponderação curricular (para as pessoas que não foram avaliadas ou que discordam que lhes seja atribuído um ponto por cada ano sem avaliação). Estima-se que em abril seja reconhecida a valorização remuneratória para cerca de mais 10 mil trabalhadores nas carreiras que progridam por pontos.

Relativamente aos trabalhadores da função pública, em que o tempo é o elemento essencial para terem direito a progressões remuneratórias, estão já a receber o acréscimo salarial correspondente 22 mil pessoas. São cerca de 20% do número total que se prevê até ao fim do ano. Entre as carreiras que progridem com o tempo estão os professores, oficiais de justiça ou forças de segurança

Apesar de os números terem duplicado face a fevereiro, o secretário-geral da Federação de Sindicatos da Administração Pública (FESAP), José Abraão, entende que são ainda “manifestamente insuficientes tendo em conta que as pessoas ganharam em janeiro o direito a progredir”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Governo ganha 128 milhões de euros em receita com aumentos da função pública

Autoridade para as Condições do Trabalho

Inspetores do Estado contra “140 anos para chegar ao topo da carreira”

António Mexia, presidente executivo da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Chineses da EDP não abdicam de desblindar estatutos. OPA quase morta

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Descongelamento salarial chegou em março a 90 mil trabalhadores