aviação

Emirates recruta em Lisboa: tatuagens visíveis, buço e aparelhos nos dentes são mal-vistos

Antinori é vice-presidente executivo
Antinori é vice-presidente executivo

A Emirates vem a Lisboa contratar pessoal de cabine, no próximo dia 9 de fevereiro. Os números de recrutamento não estão fechados e, por isso, a margem de contratação não tem limite.

Siga o Dinheiro Vivo no Facebook e receba as novidades de emprego.

O vice-presidente executivo da companhia, Thierry Antinori, explica que tipo de características devem ter os candidatos. “Procuramos pessoas que considerem que os clientes são as pessoas mais importantes da companhia, mais ainda do que os administradores. Porque são os clientes que nos pagam os salários.”, explica o responsável.

Leia aqui a experiência da assistente de bordo portuguesa Cátia de Oliveira, recrutada pela Emirates em 2008.

Antinori diz que os candidatos devem ser sensíveis à multiculturalidade, de maneira a saberem lidar com as diferentes culturas, tanto dos colegas de trabalho como dos clientes da companhia.

A Emirates procura “pessoas que queiram trabalhar com vencedores, porque estamos habituados a ganhar. Queremos vencedores, pessoas positivas”, assegura o vice-presidente executivo. E dá um exemplo: “É como preferir ir a um restaurante onde se sabe que há muitos, muitos clientes, em vez de ir a outro que não tem ninguém. Nós atraímos pessoas para atrair outras pessoas.”

A companhia com sede no Dubai tem políticas exigentes quanto à imagem dos tripulantes de cabine. Não se aceitam tatuagens visíveis na farda o que, no caso de raparigas, inclui zonas como a cara, pescoço, braços, mãos, e do joelho para baixo. No caso dos rapazes a regra das tatuagens aplica-se à cara, pescoço e mãos. Os tripulantes também não devem usar piercings na cara.

Ainda quanto à imagem não se aceitam rastas, extensões de cabelo ou pestanas falsas. A dentição deve estar em bom estado, sem cáries ou cavidades, e aparelhos nos dentes não são permitidos.

Raparigas não podem ter pelos visíveis nas pernas, braços ou buço e os rapazes devem ter as patilhas no máximo até meio das orelhas e barba feita. Nem raparigas nem rapazes podem usar óculos.

O índice de massa corporal aceite situa-se entre 16 e 28, desde que não se aparente obesidade ou magreza excessiva. Em termos de altura a única exigência é que descalço (em bicos dos pés) e com o braço esticado se atinja 212 centímetros.

Recorde-se ainda que o Dubai é exigente na concessão de vistos e pessoas com HIV positivo, tuberculose ou sífilis que não esteja tratada não conseguem obter visto de residência.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Emirates recruta em Lisboa: tatuagens visíveis, buço e aparelhos nos dentes são mal-vistos