Está grávida? Veja como manter o estilo profissional

ng4051401

Muitas mulheres têm dificuldade em adaptar o seu guarda-roupa profissional quando estão grávidas. Como o corpo aumenta de volume gradualmente, é normal no início da gravidez usar as peças que já têm no armário. Mas com o tempo, as mulheres apercebem-se que a roupa fica apertada, torna-se desconfortável ou deixa de servir.

Em Portugal, não existem muitas marcas com roupas para grávidas, ou então têm uma oferta pouco diversificada e muito tradicional. Mesmo assim, não tem de usar roupas largas, compridas e sem graça. Hoje em dia, pode comprar peças online e ter acessórios ao seu visual, de modo a conseguir ter mais opções e manter o seu estilo.

Além disso, muitas mulheres preferem esperar pelo final do primeiro trimestre para dar a notícia ao seu chefe e colegas de trabalho, pelo que tendem a esconder a barriga durante esse período.

Um dos erros mais frequentes no trabalho é usarem roupa de ginásio ou comprarem roupa muito larga e uns tamanhos acima do seu, o que vai fazer com que pareça ainda maior e levantar suspeitas no trabalho. Tipo, afinal ela ganhou peso ou está grávida?

Outra das situações mais frequentes é não quererem investir em peças de grávida, pelo facto de este ser um período temporário, de apenas alguns meses, e não valer a pena o esforço. Mas é importante lembrarem-se que devem, pelo menos, ter alguns básicos de guarda-roupa, que acompanhem o crescimento da barriga e as alterações do corpo, mantendo a forma e a imagem profissional.

O primeiro passo é definir no início da gravidez, se pretende assumir a barriga ou escondê-la.

Se pretender disfarçar a barriga use looks monocromáticos ou tom sobre tom (a peça mais escura deve ficar por baixo); tons neutros; echarpes ou pashminas usadas na vertical; vestidos lisos com um casaco de malha a 3/4 por cima e usado aberto para formar uma linha vertical; uma túnica comprida com leggins; blusas com drapeados ou vista-se por camadas. Dê preferência a peças que se moldem ao corpo, mas sem apertar ou vincar a pele.

A partir do segundo trimestre, o melhor é assumir a sua barriga. Se mantiver uma estrutura magra e sentir-se confiante com o seu corpo, o ideal é usar roupa justa. Use um vestido tubo num tom neutro ou com riscas finas horizontais com um casaco mais solto ou uma blusa mais larga com calças justas. Um blazer ou casaco de malha a 3/4 são uma boa sugestão para tornar o seu visual mais elegante. Os casacos sem botões e de malha são os mais indicados, podendo-os depois prender com um cinto fino por cima da barriga para um look mais elegante.

Se aumentar significativamente de peso, aposte em:

Cores mais escuras. O preto, o azul-escuro, o cinzento, o castanho, o bordeaux e o verde-garrafa ajudam a disfarçar o volume do corpo. Deixe as cores vivas e os tons mais claros para os acessórios e os casacos.

Destaque os ombros. Por exemplo, deixe um ombro de fora para chamar a atenção para esta parte do corpo. Prefira blusas fluidas, que revelem o pescoço e os ombros.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam não use roupa muito larga, por causa do efeito de balão. Opte por modelos mais estilizados.

Use e abuse dos decotes em V ou em U, pois estes alongam a silhueta.

O look monocromático é ideal, pois cria a ilusão de continuidade. Por exemplo, use umas calças azuis com uma blusa azul ou invista em vestidos envelope ou túnicas de uma só cor.

Evite os tecidos pouco maleáveis, que não acompanham as alterações do corpo. Prefira o algodão, as malhas finas e peças com elastano e viscose.

Os casacos e as blusas de malha são preferíveis aos tecidos estruturados, devido às oscilações de peso.

Aposte em vestidos de algodão ou viscose, que proporcionem o máximo conforto. Escolha padrões simples e evite as riscas horizontais para não aumentar o tamanho da figura.

Invista em padrões discretos e de pequena dimensão. Esqueça os tecidos muito brilhantes, os padrões com bolas ou muito geométricos.

Se tem os braços gordinhos, evite as mangas à cava e as alças. Opte pelas mangas de morcego, borboleta, a 3/4 e quimono.

Use blusas cache-cour (cruzadas).

Calças de algodão, sarja ou crepe stretch com faixa elástica para grávidas ou elástico regulável na cintura.

Nos primeiros meses, as calças Salsa Hope podem usar-se sem a faixa de algodão e a partir do terceiro trimestre e até ao fim com a faixa para um conforto extra. Além disso, estas calças podem ser usadas nos primeiros meses, após a gravidez, enquanto o corpo não volta à sua forma normal.

Collants de descanso para grávidas, que aliviam as pernas pesadas e a má circulação.

Use lenços compridos e malas grandes. Invista em acessórios: óculos escuros, malas, pregadeiras, colares, cintos finos e médios, entre outros. Os acessórios deviam a atenção para a respetiva zona do corpo.

Por último, invista em lingerie apropriada para a gravidez. No início, pode optar por extensores de soutien. Lembre-se de que se o seu soutien e as cuecas estiverem apertados criam pneus e causam desconforto. Aposte em modelos lisos, macios e sem costuras.

Deve evitar: Tecidos brilhantes, transparências, grandes decotes e folhos na zona do peito, tecidos sem elasticidade, calças e roupa de ginástica, roupa com muitos botões ou fivelas, padrões de grande dimensão, sapatos de salto alto e fino, assim como com atacadores e fivelas.

Algumas lojas com roupa para grávidas: C&A, El Corte Inglés, H&M, MAG – Maman Avant Garde, PB 47, Pré-Natal, Primark e Salsa (calças Hope).

Sugestão de marcas de venda online: ASOS, Autour de Maman, GAP, Isabella Oliver, JoJo Maman Bebe, La Redoute, My Tummy, Mothercare, Next, Séraphine, Tiffany Rose (roupa de cerimónia), Topshop e Verbaudet.

Rita Carvalho é Consultora de Comunicação e Imagem

In Styleland – Image and Communication Consulting

Blogue: www.instyleland.com

Facebook: https://www.facebook.com/InStyleland

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
16. Empregados de mesa

Oferta de emprego em alta no verão segura aumento de salários

Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (Fotografia: José Coelho/ Lusa)

Marcelo aprova compra do SIRESP. Governo fica com “acrescidas responsabilidades”

draghi bce bancos juros taxas

BCE volta a Sintra para o último Fórum com Draghi na liderança

Outros conteúdos GMG
Está grávida? Veja como manter o estilo profissional