Emprego

Este currículo dá-lhe mais hipóteses de conseguir um emprego

blogging job work trabalho emprego

O currículo pode ser o primeiro contacto entre a entidade empregadora e o candidato. Saiba o que incluir e o que evitar num CV.

O currículo é a “carta de apresentação” de quem se candidata a um determinado cargo. Por isso, deve ter características que o distingam de outros potenciais candidatos. Deve ser organizado, conciso, direto e adaptado à oferta em questão. Citados pela CNBC, os especialistas em carreira da Universidade de Harvard revelam alguns truques e erros a evitar na hora de construir um CV.

Adaptar o currículo à oferta

Para que o seu CV seja o escolhido entre dezenas de candidatos ao cargo, deve ser adaptado à posição para a qual se está a candidatar. Desta forma, é possível reconhecer rapidamente as aptidões que tem para determinado cargo.

Não seja anónimo

É fundamental incluir sempre o seu e-mail, o seu número de telefone e, preferencialmente, o LinkedIn. Pode ser difícil de acreditar, mas esta é uma das falhas mais comuns na construção de currículos, revela Harvard. Se não tiver os seus contactos, como é que podem informá-lo sobre uma segunda entrevista? Ou revelar que foi selecionado entre os candidatos?

Leia também: 10 dicas para triunfar numa entrevista de emprego

Apresentação, consistência e organização

O tempo é precioso. Se quer que o seu currículo se destaque dos restantes e desperte a atenção da entidade empregadora, deve mantê-lo organizado e fácil de ler. Seja discreto nas cores, consistente no formato, no conteúdo e no tipo de letra.

Crie equilíbrios entre os espaços brancos e utilize o negrito para destacar os títulos, por exemplo. Organize a informação por ordem cronológica, do cargo mais recente para o mais antigo, e nunca inicie as linhas com uma data. Não utilize um estilo narrativo, pronomes pessoais ou abreviaturas.

Uma ou duas páginas?

Se está no início da carreira profissional, deve resumir o currículo a uma folha. Segundo os especialistas, podem considerar-se currículos de duas páginas em caso de carreiras profissionais mais longas. Uma vez concluído, não se esqueça de garantir que o documento não vai desformatar quando o converter para o formato de PDF.

O que nunca deve incluir num CV

Tirou uma fotografia profissional e queria mesmo utilizá-la para colorir o seu currículo? Segundo Harvard, este é uma das escolhas a evitar. Os currículos com fotografia não aparentam ser tão profissionais e podem influenciar a decisão da pessoa que o está a entrevistar.

O mesmo acontece com a idade e o sexo. Evite-os no CV e substitua-os pela data de nascimento. Por último, não deve incluir uma lista de referências. Se for o caso, a entidade empregadora poderá requisitá-las durante o processo de recrutamento.

O resumo curricular vai ser o forma para “vender” as suas competências pessoais e profissionais, por isso deve evitar expressões como “jogador de equipa” ou “excelentes capacidades de comunicação”. Seja direto e opte por tempos verbais de ação para descrever a sua experiência profissional, e use exemplos reais, como por exemplo: “Apresentei relatórios das despesas, mensais e anuais, ao CEO”.

Quando estiver concluído, releia, e verifique que não tem erros ou gralhas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (Fotografia: José Coelho/ Lusa)

Marcelo promulga alterações à lei laboral

Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (Fotografia: José Coelho/ Lusa)

Marcelo promulga alterações à lei laboral

. MÁRIO CRUZ/LUSA

Bases para negociação “ainda longe do necessário”, avisa sindicato

Outros conteúdos GMG
Este currículo dá-lhe mais hipóteses de conseguir um emprego