Carreiras

Francisco de Lacerda deixa liderança da COTEC

Fotografia: Paulo Alexandrino / Global Imagens
Fotografia: Paulo Alexandrino / Global Imagens

O empresário Francisco de Lacerda deixa hoje a liderança da COTEC Portugal - Associação Empresarial para a Inovação.

O empresário Francisco de Lacerda deixa hoje a liderança da COTEC Portugal – Associação Empresarial para a Inovação, que será agora presidida por Isabel Furtado, considerando que ficou “um caminho a percorrer” na interação entre empresas e universidades.

“Há sempre […] umas coisas que se conseguem mais, outras que nem tanto, e diria que há um caminho ainda a percorrer em várias matérias, nomeadamente na questão incorporação do conhecimento universitário nas empresas ou da maior ligação entre as empresas e as universidades”, disse Francisco de Lacerda, também presidente executivo dos Correios de Portugal – CTT, em declarações à agência Lusa.

O responsável, que lidera a COTEC desde 2015 e deixa agora a presidência, notou que “têm sido dados passos em iniciativas concretas, como os laboratórios colaborativos e outros que estão a começar a funcionar”, mas admitiu que esta “é uma área com bastante caminho a percorrer”.

A COTEC reúne-se hoje em assembleia-geral, em Évora, para discutir a proposta do nome da gestora Isabel Furtado para assumir o cargo de presidente da direção no próximo triénio.

Também hoje, a associação empresarial com 342 associados que, em conjunto, representam cerca de 16% do Produto Interno Bruto (PIB) e 8% do emprego privado, promove a 15.ª edição do Encontro Nacional de Inovação, em Évora, desta vez subordinado ao tema “Prosperar na tempestade perfeita”.

Nas declarações à Lusa, Francisco de Lacerda observou que, hoje em dia, a economia portuguesa está “bastante mais inovadora e competitiva do que noutros tempos”, tendo vindo a registar “uma retoma” nos últimos anos.

“Penso que a COTEC tem algo importante a ver com essa dinamização e aceitação de que a inovação e o conhecimento são uma realidade fundamental para o investimento das empresas e para que as empresas sejam mais robustas, mais capazes de criar valor acrescentado, e que com isso a economia fique mais forte”, argumentou o responsável.

Destacando a aposta em dinamizar áreas como a digitalização e a nova era industrial, Francisco de Lacerda assinalou que “as empresas estão progressivamente mais consciencializadas deste aspeto e muitas estão a conseguir concorrer, crescer, ser competitivas e ser competitivas internacionalmente”.

Mas o responsável defende mais: “As PME [pequenas e médias empresas] são muito importantes, mas as empresas devem querer crescer. Uma empresa pequena com sucesso deve ambicionar ser média e por aí fora”.

Quanto aos desafios que Isabel Furtado enfrentará, disse que se centram em “conseguir que a COTEC seja relevante e que o papel da COTEC seja útil a promover a inovação, a consciencialização das empresas e as empresas a trabalhar baseadas em inovação e em tecnologia”.

Isabel Furtado, licenciada em Economia pela Universidade de Manchester, é atualmente presidente executiva (CEO) da TMG Automotive (Grupo Têxtil Manuel Gonçalves), tendo exercido a presidência do Conselho Geral da COTEC entre 2012 e 2015.

Vai ser a sexta presidente da associação.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Patrick Drahi lidera grupo Altice. Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens

Altice “culpa” demora da decisão dos reguladores para fim do negócio com TVI

Margarida Matos Rosa, presidente da Autoridade da Concorrência

Tiago Petinga/Lusa

Concorrência responde esta semana a requerimento para fim da compra da TVI

Outros conteúdos GMG
Francisco de Lacerda deixa liderança da COTEC