Carreiras

10 profissões no turismo com emprego perto dos 100%

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

O turismo precisa de mais de 40 mil profissionais. Todas as áreas do setor estão carentes de trabalhadores

“A falta de mão-de-obra no turismo é um problema”. Todas as áreas têm carência de profissionais, da restauração à hotelaria, da animação ao alojamento local… A observação é de Ana Jacinto, secretária-geral da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) que não tem dúvidas em afirmar que “há uma falta generalizada de trabalhadores em todas as funções ligadas ao setor”.

Veja as 10 profissões mais procuradas na fotogaleria

No ano passado, a AHRESP fez as contas às necessidades e chegou à conclusão de que eram necessários 40 mil profissionais. Ana Jacinto estima que, agora, esse número seja superior.

Com exceção dos chefs de cozinha, profissão que nos últimos anos ganhou glamour e a que os jovens têm aderido com facilidade, todas as outras funções têm défice de profissionais. Ana Jacinto sublinha que há até empresas que já têm investimentos suspensos por falta de mão-de-obra.

Leia também: Estas profissões não exigem ‘canudo’ e pagam salários acima da média

E se é comum dizer que a falta de profissionais se deve aos parcos salários, a responsável é perentória em afirmar que esse argumento é uma falácia. “Os salários não são o principal motivo; mais importante é conseguir conciliar a vida profissional e a pessoal quando se exerce estas funções”, frisa. E lembra que este ano já foi acordado um aumento salarial de 3,6%.

Veja acima na fotogaleria quais são as 10 profissões que têm pleno emprego na área do turismo.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal  Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Mário Vaz. “Havendo frequências, em julho teríamos cidades 5G”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

Outros conteúdos GMG
10 profissões no turismo com emprego perto dos 100%