Advogados

Garrigues ganha 16 sócios, incluindo português

Miguel Menezes da Silva
Miguel Menezes da Silva

Miguel Menezes da Silva é o novo sócio na área de Imobiliário. Sociedade de advogados passa a contar com 313.

Doze espanhóis, três da latino-americanos e um português. Especialista em Direito Imobiliário, Miguel Menezes da Silva acaba de ser anunciado como sócio da Garrigues, no dia em que a sociedade de advogados presente em 13 países ganha 16 novos sócios.

“A assembleia aprovou a nomeação de novos sócios de quota. Destes, 12 exercem a sua atividade profissional em Espanha (cinco em Madrid, três em Barcelona e um em Bilbao, em San Sebastián, em las Palmas de Gran Canaria e em Alicante), cinco dos quais (41,6%) são mulheres”, comunicou aquela sociedade, que assim sobe para 313 o número total de sócios.

O novo sócio português exerce a sua atividade profissional na área do Direito Imobiliário e conta com uma “vasta experiência em transações de M&A, prestando assessoria a investidores globais”, adianta a Garrigues em comunicado. “A área de Direito Imobiliário, liderada por Jorge Gonçalves em Portugal, passa assim a contar com dois sócios, reforçando a sua estrutura, para continuar a acompanhar o grande crescimento que o negócio tem sentido nos últimos anos”, justifica-se.

Co pouco mais de metade dos 32 escritórios que detém a situar-se em Espanha, a Garrigues tem apostado na expansão, sendo o mercado português e o latino-americano dois dos “eixos de crescimento da sociedade”. Razão pela qual as nomeações fora da Europa aconteceram em Bogotá (Colômbia), Santiago (Chile) e Lima (Peru). A decisão prende-se com uma estratégia de reforço da aposta multinacional e multilocal da empresa, um dos seus fatores diferenciais, juntamente com a “capacidade de oferecer aos clientes a mesma qualidade de serviço em qualquer dos seus escritórios”.

“A assembleia de sócios da Garrigues reviu os desafios que o escritório enfrenta no atual contexto, como a atração de talento jovem e a exigência de se antecipar às novas necessidades dos clientes. Também se debruçou sobre o caminho percorrido pela transformação digital do escritório, e o modo como este se foi adaptando (frequentemente, antecipando-se) às tendências do mercado”, adianta a sociedade, no referido comunicado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Foto: Paulo Spranger (Global/Imagens)

Fisco deteta erro em 10.000 declarações de IRS e exige devolução de 3,5 milhões

Foto: Paulo Spranger (Global/Imagens)

Fisco deteta erro em 10.000 declarações de IRS e exige devolução de 3,5 milhões

João Cadete de Matos, presidente da Anacom

Fotografia: Vítor Gordo/D.R.

Anacom “considera essencial” redução de preços no acesso à Internet

Outros conteúdos GMG
Garrigues ganha 16 sócios, incluindo português