Sucesso Made in Portugal

Gelpeixe. “Próximo objetivo é exportar 50% da produção nos próximos cinco anos”

A carregar player...

Empresa olha também com ambição para a Alemanha e Itália: “Será uma viragem nas nossas vendas”.

Empresa familiar por excelência, na Gelpeixe “tentamos ter os custos operacionais sempre muito controlados”, garantiu Manuel Tarré, presidente da empresa, admitindo no entanto a necessidade de mudar hábitos e contratar colaboradores com um novo background.

No segundo debate da conferência do 7º aniversário do Dinheiro Vivo, sobre o tema “Como se fabricam os sucessos: métodos de fabrico, flexibilidade, custos de financiamento, mão-de-obra, digitalização e indústria 4.0.”, o responsável da empresas revelou que o próximo grande objetivo é exportar 50% da produção nos próximos cinco anos, quando neste momento não ultrapassa os 16%.

Para isso tem contribuído a entrada no capital de uma empresa de pesca da África do Sul, sem esquecer a Europa, que “tem imenso potencial” para a Gelpeixe. Com presença já em França e na Polónia, a empresa olha também com ambição para a Alemanha e Itália. “Será uma viragem nas nossas vendas”, garante Manuel Tarré, lembrando que “a dificuldade é a geografia e o transporte é caro”.

Na adaptação à realidade do 4.0, a empresa está a investir em novos equipamento automáticos para corte de peixe, com desenvolvimento interno. Com o consumo de peixe per capita a aumentar – 56 quilos por pessoas em Portugal, 24,8 na UE e 22 no mundo – é um bom sinal, garante, mas os preços também estão a subir com a abertura de mercados como a China e a Rússia.

Para fazer face a este problema, diz o presidente da Gelpeixe, é crucial ter “flexibilidade para nos adaptarmos aos problemas”, num momento em que mais de 20% da produção da empresas não é peixe, mas sim alimentação congelada. Manuel Tarré, Presidente da Gelpeixe.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dívida pública está nos 130,3%

Endividamento da economia atinge novo recorde em abril

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva, fala perante a Comissão de Trabalho e Segurança Social, na Assembleia da República, em Lisboa, 26 de junho de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

Mais 93 mil novas pensões atribuídas até julho

Luís Lima, APEMIP

Imobiliárias temem fuga de clientes com nova lei de combate ao branqueamento

Outros conteúdos GMG
Gelpeixe. “Próximo objetivo é exportar 50% da produção nos próximos cinco anos”