aviação

Grupo de sindicatos da Air France desconvoca greve

A greve de quatro dias na companhia aérea Air France para reivindicar aumentos salariais, entre sábado e terça-feira, foi desconvocada.

A greve de quatro dias na companhia aérea Air France para reivindicar aumentos salariais, entre sábado e terça-feira, foi desconvocada por um grupo de sindicatos, mas uma estrutura representativa dos pilotos mantém a paralisação, foi hoje anunciado.

Numa declaração escrita enviada hoje à agência Lusa, a administração da Air France indica que “teve conhecimento da decisão de um grupo de sindicatos de retirar o pré-aviso relativo à greve de quatro dias”.

Segundo a companhia aérea, “é uma boa notícia para a empresa e para os clientes que o grupo de sindicatos tenha tomado esta decisão sensata”.

“Tendo em conta a proximidade à época de verão, todas as equipas da empresa estão mobilizadas para garantir que os clientes têm o melhor serviço possível”, adianta a Air France.

Os sindicatos que representam os trabalhadores da Air France convocaram esta greve de quatro dias no início deste mês para reivindicar aumentos salariais, paralisação que sucede a várias realizadas nos meses anteriores com o mesmo propósito.

Porém, de acordo com a agência noticiosa AFP, o Sindicato dos Pilotos da Air France (SPAF), segunda maior estrutura representativa dos trabalhadores da companhia, ainda mantém a paralisação.

A empresa não adiantou mais pormenores à Lusa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP), Vítor Constâncio, na II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República. TIAGO PETINGA/LUSA

BCP, Berardo e calúnias. As explicações de Constâncio no inquérito à CGD

Outros conteúdos GMG
Grupo de sindicatos da Air France desconvoca greve