Ensino Superior

Gulbenkian e Nova SBE criam primeiro mestrado em Empreendedorismo

entrepreneur-593352_1920

As duas instituições vão lançar o primeiro mestrado em Empreendedorismo e Impacto em Portugal. Tem início previsto no ano letivo de 2019/2020.

A Fundação Calouste Gulbenkian e a Nova School of Business & Economics vão lançar o primeiro mestrado em Empreendedorismo e Impacto em Portugal, que terá início no ano letivo 2019/2020. A parceria entre as duas instituições inclui ainda a criação de um programa de formação de executivos dirigido a líderes de empresas. A Gulbenkian vai atribuir bolsas de mérito aos alunos da Nova SBE que frequentem estes programas, além de duas bolsas anuais no programa de executivos.

As duas entidades querem contribuir para a transformação das organizações, formando os mais jovens na área da liderança e exploração de conceitos e ferramentas de empreendedorismo, inovação e investimento social. Por isso, este mestrado terá também um programa curricular com um formato inovador que inclui três diferentes vertentes de especialização: empreendedorismo, empreendedorismo social e intra-preendedorismo.

“Com este apoio da Fundação Gulbenkian, a Nova SBE consubstancia, de uma maneira integrada, a aposta que tem vindo a fazer na atracão e desenvolvimento de talento nacional e internacional nas áreas de empreendedorismo e empreendedorismo social. Com estes novos programas estaremos a desenvolver as skills dos profissionais do futuro através de programas problem-based e action oriented destinados às novas gerações que procuram uma educação mais prática e focada no seu potencial impacto, num ambiente único de startups que temos hoje em Portugal”, declara Daniel Traça, Dean da Nova SBE.

O mestrado e o programa de formação de executivos foram concebidos no âmbito da nova cátedra Gulbenkian da Nova SBE, dedicada à economia de impacto (Gulbenkian Chair of Impact Economy).

“Com esta parceria específica, procuramos não só dar mais força à capacidade de investigação sobre estes novos temas em Portugal, mas também – e principalmente – influenciar os atuais e futuros líderes no sentido de incluírem fatores de impacto social nos seus processos de decisão”, afirma Isabel Mota, presidente da Fundação Calouste Gulbenkian.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ministro das Finanças de Angola, Archer Mangueira. Fotografia: Direitos Reservados

Archer Mangueira garante solução para dívida a empresas até final do ano

Angola

Construtoras querem solução para problemas das dívidas de Angola

António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças, num debate parlamentar sobre o OE2019. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Outras touradas do Orçamento: as medidas mais arriscadas

Outros conteúdos GMG
Gulbenkian e Nova SBE criam primeiro mestrado em Empreendedorismo