ranking financial times

Há duas faculdades portuguesas entre as 50 melhores do mundo a formar executivos

Francisco Veloso, dean da Católica Lisbon School of Business and Economics, que ocupa a 43.ª posição no ranking. (Fotografia: Focus Celebration/Global Imagens)
Francisco Veloso, dean da Católica Lisbon School of Business and Economics, que ocupa a 43.ª posição no ranking. (Fotografia: Focus Celebration/Global Imagens)

As faculdades de economia da Universidade Católica Portuguesa e da Universidade Nova de Lisboa estão entre as 50 melhores do mundo.

As faculdades de economia da Universidade Católica Portuguesa e da Universidade Nova de Lisboa integram o ranking das 50 melhores do mundo do jornal britânico Financial Times, divulgado esta segunda-feira.

No ranking de programas de formação de executivos – que combina dois tipos de formações, os programas abertos e os programas feitos à medida de empresas -, a Católica Lisbon School of Business and Economics (CLSBE) surge no 43.º lugar e a Nova School of Business and Economics (NSBE) encerra a tabela.

Na listagem dos programas de formação abertos, surge ainda outra faculdade portuguesa, a Faculdade de Economia da Universidade do Porto. A Porto Business School ocupa a 69.ª posição na classificação deste tipo de programa.

Este ano, a lista que combina os resultados nos dois tipos de programa de formação de executivos é liderada pela espanhola IESE Business School, seguida pela IMD, na Suíça, e pela norte-americana Harvard Business School. A britânica London Business School e a Center for Creative Leadership, uma escola que resulta da parceria entre os Estados Unidos, Bélgica, Singapura e Rússia estão empatadas.

O ranking analisa as instituições de ensino a partir de informação recolhida junto de alunos e direções das escolas. Aos alunos é pedido que pontuem os programas em critérios como preparação, conceção dos cursos, métodos e materiais de ensino, objetivos atingidos e condições das instalações das escolas, entre outros. Já as escolas fornecem informação sobre o total de mulheres inscritas nas formações, o número de estudantes internacionais, crescimento e parcerias com outras instituições, entre outros aspetos.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Fábio Poço/Global Imagens)

Alojamento Local. Há 11 desistências por dia desde que nova lei entrou em vigor

Fotografia: Regis Duvignau / Reuters

Clandestinidade preocupa sindicato da construção

Fotografia: REUTERS/Juan Medina

Extensão do prazo da OPA ao Dia faz parar operações de venda do grupo

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Há duas faculdades portuguesas entre as 50 melhores do mundo a formar executivos