Emprego

IEFP recebeu 12.648 candidaturas aos Estágios Profissionais

Foto: Álvaro Isidoro / Global Imagens
Foto: Álvaro Isidoro / Global Imagens

O IEFP recebeu 12.648 candidaturas de empresas aos Estágios Profissionais na segunda fase da medida, que decorreu entre novembro e janeiro.

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) recebeu 12.648 candidaturas de empresas aos Estágios Profissionais na segunda fase da medida, que decorreu entre novembro e janeiro, ultrapassando “largamente” a meta prevista, avançou hoje o organismo.

Segundo dados do IEFP solicitados pela Lusa, no segundo período de candidaturas aos Estágios Profissionais, que decorreu entre 15 de novembro de 2017 e 3 de janeiro de 2018, foram recebidas 12.648 candidaturas, correspondentes a 15.434 vagas de estágios.

“Este segundo período tem uma dotação orçamental de 36.650.000 de euros, para uma meta de cerca de 7.000 estagiários, pelo que as candidaturas recebidas ultrapassam largamente essa meta”, avança o instituto.

Por regiões, o Norte apresentou 5.506 candidaturas aos Estágios Profissionais, Lisboa e Vale do Tejo 3.327, a região Centro 2.652 candidaturas, o Alentejo 610 e o Algarve 553.

Por sua vez, durante o mesmo período de candidaturas deram entrada 853 pedidos de atribuição do Prémio ao Emprego, relativos a 989 ex-estagiários com os quais foi celebrado contrato de trabalho sem termo.

O Prémio ao Emprego é concedido à empresa que celebre com o estagiário um contrato de trabalho sem termo, no prazo máximo de 20 dias úteis a contar da data de conclusão do estágio.

De acordo com o IEFP, neste momento decorre o processo de análise das candidaturas.

A primeira fase de candidaturas de 2018 aos Estágios Profissionais do IEFP arranca esta quinta-feira e decorre até 01 de março, com uma dotação orçamental de 30 milhões de euros, como avançou a Lusa.

Já a primeira fase de candidaturas do ano passado, que decorreu entre maio e julho de 2017, contou com 13.906 candidaturas, correspondentes a 17.086 estágios.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Felipe VI, rei de Espanha

Sem acordo para governo, Espanha pode ir de novo a eleições em novembro

Felipe VI, rei de Espanha

Sem acordo para governo, Espanha pode ir de novo a eleições em novembro

Pedro Amaral Jorge, presidente da APREN
(João Silva/Global Imagens)

APREN. Renováveis contribuem com 15 mil milhões de euros para o PIB

Outros conteúdos GMG
IEFP recebeu 12.648 candidaturas aos Estágios Profissionais