Licenciaturas para ajudar os estudantes a criar negócios? Aqui já existem

Estudantes devem ser empreendedores

Desde o início deste ano letivo, todos os estudantes que ingressam em qualquer licenciatura da Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESCE-IPVC) têm a certeza que serão obrigados a desenvolver um plano de negócio ao longo dos três anos do curso.

O projeto, inovador ao nível do grau académico de licenciatura, integra mais de quarenta docentes das diversas unidades curriculares, que vão estimular o espírito de iniciativa e apoiar os alunos e a criarem o seu projeto de forma progressiva e multidisciplinar. “A prática habitual no ensino superior, ao nível de licenciaturas, consiste em pedir aos estudantes para desenvolverem um plano de negócio numa unidade curricular de empreendedorismo que normalmente se concentra no último ano do curso ou até no último semestre apenas.

Queremos que os nossos alunos pensem numa ideia de negócio desde que entram na escola e o desenvolvam de forma integrada em cada unidade curricular”, afirma João Paulo Vieito, diretor da Escola Superior de Ciências Empresariais.

O projeto conta inclusive com o apoio do IAPMEI, do Conselho Empresarial dos Vales do Lima e Minho (CEVAL) da Câmara Municipal de Valença, do Parque Empresarial de Valença Interminho – que disponibiliza espaço para alojar os projetos mais promissores no momento da sua conclusão – e ainda da Caixa de Crédito Agrícola do Noroeste, entre outras parcerias estabelecidas com instituições públicas e privadas, no sentido da facilitação de acesso a programas de financiamento, bem como a bases de dados que possibilitem a pesquisa de mercados.

Neste primeiro semestre, foram já desenvolvidos na Escola vários workshops de motivação e iniciativa empreendedora dirigidos aos estudantes do primeiro ano e no início do segundo semestre será feita uma primeira avaliação das ideias dos alunos, para que comecem desde logo a ser trabalhadas paralelamente a cada unidade curricular.

Fruto da situação económica atual, muitas das pequenas e médias empresas têm vindo a desaparecer. A ESCE-IPVC pretende com este projeto apostar na formação dos futuros profissionais, reciclando o tecido empresarial com novos negócios preparados para concorrer no contexto internacional.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Global Imagens

Preço das casas já recuperou das quedas da crise

(EPA/ALEXANDER BECHER)

Ainda há 17 mil automóveis do grupo Volkswagen por reparar

Fotografia: Mário Ribeiro

Antigo ministério da Educação vai ter 600 camas para estudantes

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Licenciaturas para ajudar os estudantes a criar negócios? Aqui já existem