Livro

Livro. Causas e consequências da eleição de Trump

Pacto Donald

Um livro sobre “uma série de coisas simples, de explicação complicada”, avança Nuno Rogeiro no arranque de O Pacto Donald

O analista político recorre a “fontes originais” para o ajudar a perceber as várias dimensões da nova realidade política do outro lado do Atlântico.

O que é que mudou na sociedade americana para que Trump chegasse ao poder? Tem Trump ideologia ou é uma “tábua rasa”? Vamos ter quatro anos de Trumpismo, ou o impeachment pode surgir a qualquer instante? Que “novas pazes e novas inimizades” se criam dentro dos partidos políticos? Qual o impacto ao nível da política externa (aquilo interessa a Portugal e ao resto do mundo)?
O livro está organizado em quatro partes. Na primeira, Nuno Rogeiro reflete sobre a surpresa da eleição do multimilionário. Estavam as sondagens erradas?

Segue-se uma análise ao estilo do novo inquilino da Casa Branca. “Estilo negocial ou negociante?”, interroga-se o autor, até chegar ao que considera o “cerne” da questão: o “pacto Donald”, ou seja, o “contrato com o eleitor”, como lhe chamou Trump, que inclui dez propostas de lei a apresentar ao Congresso.

As medidas do plano económico do novo presidente norte-americano, apresentado em agosto de 2016, são sistematizadas. Trump, conclui Nuno Rogeiro, “nem será tipicamente liberal, nem tipicamente intervencionista, nem tipicamente capitalista, nem tipicamente social-democrata, nem usará as palavras clássicas para justificar a suas escolhas”.

Um livro cheio de referências literárias e cinematográficas, que termina a recordar os portugueses que ao longo da história estiveram próximos do poder nos EUA. Peter Francisco, açoriano raptado por piratas, é um deles.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ministro das Finanças, Mário Centeno, na apresentação do Orçamento do Estado para 2019. 16 de outubro de 2018. REUTERS/Rafael Marchante

Bruxelas envia carta a Centeno a pedir o triplo do esforço orçamental

lisboa-pixabay-335208_960_720-754456de1d29a84aecbd094317d7633af4e579d5

Estrangeiros compraram mais de mil imóveis por mais de meio milhão de euros

João Galamba (secretário de estado da energia) , João Pedro Matos Fernandes (Ministro para transição energética) e António Mexia  (EDP) durante a cerimonia de assinatura de financiamento por parte do Banco Europeu de Investimento (BEI) da Windfloat Atlantic. Um projecto de aproveitamento do movimento eólico no mar ao largo de Viana do Castelo.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Mexia diz que EDP volta a pagar a CESE se governo “cumprir a sua palavra”

Outros conteúdos GMG
Livro. Causas e consequências da eleição de Trump