Recursos Humanos

Maioria dos portugueses sente-se frustrado no trabalho

Stress

Demasiados trabalhadores em Portugal estão frustrados nos seus locais de trabalho, conclui estudo.

Os trabalhadores de escritório em Portugal sofrem de “frustração vocacional”, revela um estudo divulgado esta segunda-feira pela Staples.

“A maioria das pessoas passa mais horas no trabalho do que em casa, pelo que o local de trabalho é mesmo importante para a saúde, o bem-estar e o desempenho dos trabalhadores”, refere Sir Cary Cooper, especialista em Psicologia Organizacional da Alliance Manchester Business School, citado em comunicado.

E, realça: “A forma como as pessoas são geridas (por elogios e reconhecimento em vez de atribuição de culpas), uma carga de trabalho razoável e trabalho flexível, se necessário, bem como um local de trabalho de boa qualidade, são fatores fundamentais para atingir satisfação no emprego”.

A maioria (92%) dos inquiridos sente-se “frustrado” em relação ao seu local de trabalho e 22% acaba por considerar uma mudança de emprego através do Linkedin, a maior rede social profissional.

Mas mudar de emprego para um local de trabalho diferente nem sempre é a solução. Estima-se que indivíduos entre os 18 e os 48 anos tenham 11,7 empregos, com 23% a ficar “frustrado” logo nos primeiros seis meses.

Para os inquiridos, há uma ligação importante entre o local de trabalho físico e as pessoas que o usam. As condições de trabalho e as pessoas encorajam a retenção de 87% dos trabalhadores. A maioria procura realização (91%) no trabalho, seguida da qualidade do local (87%).

João Paulo Peixoto, diretor geral da Staples Portugal, não tem dúvidas de que “conseguir o local de trabalho ideal – seja com os equipamentos adequados, com um layout funcional ou com os materiais de escritório certos – pode ajudar muito a reduzir as reclamações no escritório, no dia-a-dia”. “Cuidar do local de trabalho é um bom ponto de partida. Deixar os equipamentos ficarem antigos, frustrantes de usar ou abandonados, é natural que passado um tempo os trabalhadores queiram uma mudança”, acrescenta.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Carlos Costa, governador do Banco de Portugal.
(Ângelo Lucasl / Global Imagens )

Costa pede mais reformas a Costa

Illu - Site-02

Viagens ao espaço deixam turismo com a cabeça na Lua

Illu - Site-02

Viagens ao espaço deixam turismo com a cabeça na Lua

Outros conteúdos GMG
Maioria dos portugueses sente-se frustrado no trabalho