Marketing Digital. Procura por profissionais aumenta 15%. Os salários também

ng3121562

As empresas procuram cada vez mais marketeers digitais e especialistas em e-commerce.

A conclusão é de um estudo da recrutadora Michael Page que analisou a procura deste tipo de profissionais no mercado nacional. Até julho as empresas contrataram mais 15% de marketeers digitais do que nos primeiros sete meses do ano passado. Hotelaria, aviação e retalho foram os sectores que, de acordo com a recrutadora, mais contrataram, em particular, digital marketing managers, gestores de conteúdos e online product managers.

A contratação de profissionais de e-commerce também aumentou. Num ano a contratação de profissionais capazes de ajudar as empresas a desenhar estratégias de venda online aumentou 6%.

E os salários têm acompanhado esta procura: os salários subiram cerca de 5%. “Importa referir que, em contexto de agência, os profissionais continuam a receber um salário inferior ao auferido pelas pessoas que trabalham no cliente final”, ressalva Sofia Montalvo, consultora sénior da Michael Page Commercial & Marketing, no estudo.

E aqui são os profissionais de e-commerce que auferem as maiores remunerações. O salário de um diretor de e-commerce pode atingir os 75 mil euros, já os profissionais de marketing registam valores salariais médios de 38 mil euros.

A Michael Page considera que a procura por este profissionais deverá continuar. O ano passado as vendas online das empresas aos consumidores (B2C) foi de cerca de 3,5 mil milhões de euros e o e-commerce entre empresas (B2B) gerou um volume de transações de 10 mil milhões, num contexto onde apenas 20% das empresas ter site e apenas 10% fazer vendas online.

No primeiro trimestre as vendas das lojas online subiram 60%, evolução positiva que deverá manter-se sustentando a procura por profissionais com competências de marketing digital ou no e-commerce.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gustavo Bom/Global Imagens

Não conseguiu validar as faturas para o IRS? Contribuintes têm mais um dia

A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva (C), acompanhada pelo secretário de Estado Adjunto, do Trabalho e da Formação Profissional, Miguel Cabrita(D) e pela secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdadepela (D), Rosa Monteiro, durante a reunião da Comissão Permanente de Concertação Social, em Lisboa, 26 de fevereiro de 2020. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Governo propõe licença paga até um ano a part-timers com filhos

O ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Novo Banco: Estado como acionista só dilui posição do Fundo de Resolução

Marketing Digital. Procura por profissionais aumenta 15%. Os salários também