McDonald’s vai criar 600 postos de trabalho até final de 2016

Cadeia vai abrir 5 restaurantes por ano
Cadeia vai abrir 5 restaurantes por ano

A McDonald's Portugal assinou hoje um protocolo de colaboração com o IEFP, no âmbito de um processo de recrutamento que levará à criação de 600 novos postos de trabalho, até final de 2016.

Atualmente com 139 restaurantes por todo o país, a cadeia de fast food conta abrir cinco restaurantes por ano até ao final de 2016. O primeiro a abrir será em Loulé, já no próximo mês.

Por cada novo restaurante, serão abertas 45 vagas de emprego, para funções como a de funcionário, treinador, hospedeira/comissário, coordenador de equipa, assistente administrativo, assistente de marketing, estagiário de gerência, assistente de gerência, subgerente e gerente de restaurante.

Siga a página do Dinheiro Vivo no Facebook e a nossa página de Emprego e receba diariamente ofertas de emprego

A diretora de recursos humanos em Portugal, Sofia Mendoça, disse ao Dinheiro Vivo que cerca de 80% dos trabalhadores da empresa estão a contrato sem termo, pelo que será expectável que esta tendência se mantenha com os novos postos de trabalho.

A maioria das vagas, diz a mesma responsável, será para funcionário (cujo salário base é de 520 euros) e para coordenador de equipa, no caso de candidatos com licenciatura, com um salário base de 800 euros.

Sofia Mendoça salienta ainda os benefícios dados aos trabalhadores da McDonald’s, como bolsas de estudo para estudantes universitários, seguros de saúde ou prémios (como viagens).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
McDonald’s vai criar 600 postos de trabalho até final de 2016