banca

Nova estratégia do Lloyds prevê redução de mil trabalhadores

lloyds

O grupo Lloyds Banking, liderado pelo português António Horta Osório, vai eliminar cerca de 1.000 empregos.

O grupo Lloyds Banking, liderado pelo português António Horta Osório, vai eliminar cerca de 1.000 empregos, repartidos por seis áreas de negócio, avança a agência financeira Bloomberg.

No mês passado, o banco já informou parte da equipa e a maioria dos cortes vão ocorrer na banca comercial, na área de risco, nos seguros, entre outros, disse uma porta-voz à Bloomberg.

A divulgação dos resultados anuais do grupo está agendada para o dia 21 de fevereiro, prevendo-se que Horta Osório apresente um novo plano estratégico para os próximos três anos.

Segundo a Bloomberg, está prevista uma redução dos custos (além dos despedimentos) e mais investimento tecnológico.

O banco empregava 70.255 trabalhadores no final de junho, uma redução que tem vindo a ser feita desde 2011, quando tinha 90 mil empregados, o ano que marca também a passagem de Horta Osório a presidente executivo do grupo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
REUTERS/Pedro Nunes/File Photo

Programa de arrendamento acessível arranca a 1 de julho. Tudo o que deve saber

Fotografia: Pedro Rocha/Global Imagens

Governo questiona RTP sobre não transmissão de Jogos de Minsk

DHL Express Store2

DHL Express vai investir até 600 mil euros em rede de lojas pelo país

Outros conteúdos GMG
Nova estratégia do Lloyds prevê redução de mil trabalhadores