O que faz um bom líder?

Que qualidades deve possuir um bom líder?
Que qualidades deve possuir um bom líder?

Que qualidades fazem um bom líder? Que fatores contribuem para um bom desempenho em termos de liderança?

Margarida Pedrosa, coordenadora do programa em Desenvolvimento Pessoal e Liderança Integral da Porto Business School, explica o que separa um bom líder dos… outros.

Ao Dinheiro Vivo, a especialista em executive coach da Porto Business School, enumera os quatro fatores que mais contribuem para o desempenho de uma liderança integral.

Leia aqui:

“4 fatores que contribuem para o desempenho de uma liderança integral

O termo liderança integral está muito associado a um dos maiores especialistas da área, Ken Wilber. Do conjunto das suas obras, destaca-se o livro denominado “A Theory of Everything”.

Saiba mais sobre o autor Ken Wilber aqui

1. Uma perspetiva holística do mundo, por parte do líder, ilustrada num mapa com quatro quadrantes: pessoa, comportamento, sociedade e cultura e sistemas. O líder deve saber escolher a que mais de adequa a uma determinada situação (AQAL” que representa um anacronismo para “all quadrants, all lines, all levels, all states and all types.”). Esta perspetiva fornece um terreno sólido para o aparecimento de novas ideias e novos negócios, evidenciando claramente a sustentabilidade como um fator chave de sucesso.

2. Uma visão integral por parte do líder, visão essa que deve incluir várias linhas de desenvolvimento (matéria, corpo, mente, emoção, espírito e a moral), expressas nas pessoas, cultura e natureza. Esta visão procura ser compreensiva, equilibrada e inclusiva e estende-se a várias áreas de atividade como a ciência, arte, biologia, medicina, gestão, entre outras. A procura da maturidade psicológica associada à capacidade intelectual, em diferentes domínios da vida do líder – profissional, pessoal, lazer, comunitário, entre outros – aporta-lhe uma riqueza mais integradora de si, das equipas, da organização, dos negócios e do mundo.

3. Consciência de Si Próprio: Líderes que se conhecem melhor a si próprios, lidam melhor com as equipas e com a mudança, sobretudo num ambiente numa lógica de processos e de gestão por projeto, trabalho em rede, onde a capacidade de relacionamento é fundamental. O desafio da descoberta de si enquanto pessoa, e a sua influência na liderança é decisiva para desenvolver uma abordagem de gestão mais integradora, mais relacional e comunitária. O sucesso de uma mudança transformacional está relacionado com o nível de consciência com que a mesma é gerada e conduzida – nomeadamente pelo CEO, C…Os, equipa de gestão – e pelo envolvimento das equipas de trabalho.

4. Potencial energético: o líder deve treinar e criar o hábito de definir e acompanhar, não só os seus objetivos de desenvolvimento pessoal e profissional, como também os das suas equipas de trabalho, numa perspetiva transformacional. No seu trabalho, deve explorar alternativas, focalizar planos de ação e implementar as suas escolhas, com um propósito de evolução mais humanista. Isto tem um impacto positivo no enquadramento das organizações, também elas muito responsáveis pela afetação de seus recursos. É fundamental existir sustentabilidade em todas as linhas de desenvolvimento.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

Presidente executivo da TAP Antonoaldo Neves. Fotografia: NUNO FOX/LUSA

TAP faz emissão de dívida só para investidores institucionais

Outros conteúdos GMG
O que faz um bom líder?