Goldman Sachs

Presidente executivo do Goldman Sachs pretende reformar-se até ao final do ano

Lloyd Blankfein, CEO do Goldman Sachs
Lloyd Blankfein, CEO do Goldman Sachs

O presidente executivo do grupo Goldman Sachs, Lloyd Blankfein, pretende reformar-se até ao final do ano.

O presidente executivo do grupo Goldman Sachs, Lloyd Blankfein, pretende reformar-se até ao final do ano, segundo noticiou hoje o Wall Street Journal.

Blankfein está à frente do Goldman Sachs desde 2006 e, de acordo com a mesma publicação, Harvey Schwartz ou David Salomon, diretores de operações do grupo, podem suceder-lhe.

Gary Cohn, que abandonou em 2017 o cargo de diretor operacional do Goldman Sachs para se tornar o principal assessor económico de Donald Trump, foi durante muito tempo apontado como o sucessor de Blankfein. Na passada terça-feira, Gary Cohn, após entrar em rutura com o Presidente dos EUA sobre a intenção de taxar as importações do setor do aço e do alumínio, decidiu abandonar a Casa Branca, no entanto, não é expectável que regresse à instituição financeira.

Blankfein, de 63 anos, faz parte do restrito grupo de banqueiros de Wall Street que dirigiu as instituições antes da grande crise financeira e que ainda se encontra no ativo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
REUTERS/Rafael Marchante

Centeno diz que Estado poupa 100 milhões com pagamento antecipado ao FMI

Theresa May, primeira-ministra britânica, fala no parlamento britânico. 10 de dezembro de 2018. REUTERS

Brexit: May admite que risco de sair sem acordo está a aumentar

REUTERS/Eloy Alonso

CTG substitui membros do Conselho de Supervisão na EDP

Outros conteúdos GMG
Presidente executivo do Goldman Sachs pretende reformar-se até ao final do ano