Quer trabalhar a partir de casa? 6 alertas para não ser enganado

Tenha atenção a emails estranhos
FlexJobs, site especializado em procura de emprego com horário flexível, publicou uma série de dicas para evitar cair nestes esquemas."> Tenha atenção a emails estranhos

O trabalho freelancer surgiu em força como resposta à crise e à falta de emprego, mas, apesar das vantagens de trabalhar em casa, há cada vez mais esquemas para enganar quem procura emprego. O FlexJobs, site especializado em procura de emprego com horário flexível, publicou uma série de dicas para evitar cair nestes esquemas.

Entrevistas feitas em programas de mensagens instantâneas

Quer a oferta de emprego seja para trabalhar a partir de casa, quer seja para uma posição dentro de uma empresa, um empregador legítimo não vai entrevistar um potencial candidato via “chat”, programas de mensagens instantâneas ou email. Se se tratar de uma oferta de emprego real, a entrevista será presencial, via telefone ou via Skype. Isto porque, ao fazer uma entrevista por estes meios, é possível para o candidato confirmar que o empregador é legítimo, o que não acontece pelos outros meios.

Leia também: O seu sonho é trabalhar a partir de casa? Estas 7 empresas procuram candidatos

Nunca dê dinheiro

Seja qual for a razão – por exemplo, se a empresa oferecer um computador ao funcionário mas depois quiser convencê-lo a comprar o seu software para poder usar o aparelho – nunca dê dinheiro a um potencial empregador. Mesmo que a oferta pareça convincente, se um potencial empregador lhe pedir para enviar dinheiro, o emprego é, quase de certeza, um embuste.

Nem informação sobre a sua conta bancária

Os burlões vão sempre procurar uma forma de ter acesso ao seu dinheiro. Neste caso, podem desculpar-se, por exemplo, com uma taxa adiantada para receber um telefone e auricular ou outro material necessário para realizar o trabalho. Se perguntarem por dados como o seu número de segurança social ou informações da sua conta bancária, é um esquema.

Não use os SMS como forma de comunicação

Os SMS enviam-se às pessoas de quem somos próximos. Não se enviam a um potencial empregador, assim como ele não deve enviá-los ao potencial funcionário. Se o empregador quiser enviar SMS com informação sobre a entrevista ou para completar o processo de recrutamento, não prossiga.

Atenção aos endereços de email estranhos

Os emails profissionais deverão sempre pertencer ao domínio da empresa. Se o potencial empregador estiver a usar um email de domínio como a Yahoo!, Gmail ou Hotmail, o mais provável é não ser legítimo. Receber emails a horas fora do horário de trabalho também é motivo de alerta.

Saiba com quem está a falar

Deve sempre pesquisar informação sobre a pessoa com quem está em contacto, mesmo que ela pareça trabalhar numa empresa real. Descubra o seu email profissional e confira se é diferente daquele que tem usado para contactar essa pessoa. Se for preciso envie um email para o endereço profissional para ter a certeza com quem está a falar.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Greve de motoristas de matérias perigosas parou o país, em abril. 
(MÁRIO CRUZ/LUSA

Nova greve dos camionistas dia 12. Pré-aviso já foi entregue

Assunção Cristas e Bruno Bobone, na sede da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, nos Restauradores
(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Cristas apela a empresários para darem mais força à oposição

Assunção Cristas e Bruno Bobone, na sede da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, nos Restauradores
(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Cristas apela a empresários para darem mais força à oposição

Outros conteúdos GMG
Quer trabalhar a partir de casa? 6 alertas para não ser enganado