recrutamento

Second Home procura country manager para Portugal. Paga entre 80 a 100 mil/ano

Espaço de co-work londrino abre em Lisboa entre maio e junho. Fundadores estão à procura de responsável para abrir escritório em Lisboa.

A empresa Second Home, responsável por um dos mais marcantes espaços de co-work de Londres, está de partida para Lisboa. Na bagagem traz a vontade de contratar um responsável pelo espaço em Portugal e tem entre 80 a 100 mil euros por ano para pagar à pessoa ideal, dependendo da experiência.

O anúncio de que o Second Home procurava um responsável para o espaço que abre em maio ou junho, no Mercado da Ribeira, em Lisboa, foi publicado pelos fundadores da empresa, Rohan Silva e Sam Aldenton, no Medium.

O candidato ideal deve ser fluente em inglês e, preferencialmente, também em português, ter pelo menos oito anos de experiência de trabalho, capacidade de liderança e de gestão de equipas e de comunicação em todos os canais, tal como todos os networkers naturais.

O Second Home Lisboa vai ser instalado no Mercado da Ribeira, no Cais do Sodré, e contará com um espaço de eventos com capacidade para 400 pessoas e mais 100 metros quadrados zona de trabalho, que contará com um bar e uma livraria.

A empresa conta com a DST Global, a Index Ventures como principais investidores, assim como com Martin Lau (Tencent) e Tom Hulme (Google Ventures).

Segundo o Observador, que cita o co-fundador Rohan Silva, a empresa já recebeu mais de 500 candidaturas. A fase de candidaturas ao lugar termina a 26 de fevereiro.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alberto Souto de Miranda
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Governo. “Participar no capital” dos CTT é via “em aberto”

Congresso APDC

“Temos um responsável da regulação que não regula”

Congresso APDC

Governo. Banda larga deve fazer parte do serviço universal

Outros conteúdos GMG
Second Home procura country manager para Portugal. Paga entre 80 a 100 mil/ano