segurança

Como proteger a casa durante o verão?

DR
DR

Durante os últimos dois meses, procura por alarmes tem sido recorde, garante responsável de operações da Securitas.

Das microcâmaras a varrimentos por Bluetooth, os métodos de roubo tornam-se cada vez mais sofisticados. Luís Quintino, diretor de Operações da Securitas Direct Portugal, explica os principais métodos de furto utilizados e deixa alguns conselhos sobre cuidados que deve ter em altura de férias para evitar surpresas desagradáveis.

Neste período de férias, tem havido muitos roubos e furtos às habitações?

Nesta altura aumentam ligeiramente, se bem que a percentagem não é significativa. O que é certo é que existe uma concentração de dois fatores: (os criminosos) aproveitam a saída das pessoas das grandes cidades ao irem de férias para fora ou segundas habitações para perpetuar o roubo com maior facilidade, ao saber que as casas costumam estar vazias e, por isso, podem investir mais tempo a executar o assalto.

E no caso das lojas?

No caso do comércio também aproveitam a ausência de atividade nos polos industriais, bem como o encerramento de pequenos comércios de rua no período de férias.

Este é um momento em que é habitual instalar alarmes? Notaram este aumento?

Sem dúvida. O facto de uma grande percentagem de pessoas se deslocar durante as férias gera uma procura elevada quer em habitação quer em comércio, e durante os últimos dois meses essa procura tem sido recorde, o que nos mostra que a segurança é, de facto, uma prioridade.

Que cuidados devemos ter quando vamos de férias?

Há recomendações que são para todo o ano, mas neste período de férias é essencial não deixar janelas e portas abertas quando sai de casa e verificar o estado das fechaduras, trancando sempre à chave todas as possíveis entradas. Não deixar objetos de valor à vista, pois podem ser um fator aliciante para os assaltantes. E por fim, deixar alguns sinais de que a casa está habitada e utilize sistemas de iluminação automática.

Quais os métodos mais utilizados pelos ladrões?

Os métodos mais utilizados pelos ladrões são o método do deslizamento, que consiste em abrir a fechadura com uma radiografia – ou utensílio semelhante – se não se fechou corretamente a porta à chave; um golpe seco com um martelo numa chave inserida na fechadura para fazê-la saltar; o uso de um gancho para manipulação dos sistemas de travamento interno do cilindro da fechadura, entre outros. A isto soma-se a utilização de microcâmaras em buracos para controlar os movimentos na casa. Ou até varrimentos com Bluetooth do telemóvel para perceber se a habitação está vazia.

De que forma pode um alarme ajudar? Têm ligação direta com a polícia?

Um alarme pode ajudar de várias formas. Em primeiro lugar, tem um papel dissuasor pela placa de identificação e pela sirene de alta potência. O alarme da Securitas Direct está ligado a uma central recetora de alarmes em funcionamento 24h por dia, todos os dias do ano, o que nos permite intervir na proteção e segurança dos nossos clientes. Assim que se identifica uma situação de assalto, entramos de imediato em contacto com as autoridades (polícia, bombeiros e INEM em casos de emergência médica).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Arquivo/ Global Imagens

Transações de casas caíram 35,25% em abril. Preços começam a abrandar

Ramiro Sequeira TAP

Novo CEO da TAP diz ser vital ter “bom senso e calma” para tomar decisões

(JOSÉ COELHO/LUSA)

Cadeias de retalho contra desfasamento de horários. Aguardam publicação da lei

Como proteger a casa durante o verão?