Pergunte ao Advogado

Os meus dados foram usados sem autorização. Que posso fazer?

segurança, dados, hacker, malware

Com a ajuda de quem melhor sabe, o Dinheiro Vivo dá resposta a questões relacionadas com proteção de dados.

Ricardo Henriques, sócio da Abreu Advogados, responde aqui às suas questões sobre o Regime Geral de Proteção de Dados em Portugal (RGPD). Envie o seu caso ou dúvida para editorial@dinheirovivo.pt

Os meus dados foram usados por uma empresa com a qual não tenho contrato e à qual não dei autorização para me contactar nem disponibilizei nenhuma informação, para tentar vender-me um seguro. O que posso fazer para evitar este género de contactos?

Pergunte ao Advogado-03

Se alguém for contactado por uma empresa com a qual não tem qualquer relação contratual ou à qual não deu qualquer consentimento para envio de comunicações de marketing direto, deverá solicitar informações sobre onde essa empresa obteve os seus dados pessoais, para perceber se a recolha dos mesmos e a sua utilização não autorizada se restringe apenas à empresa que realizou o contacto ou resulta de uma outra empresa que tenha cedido ou vendido os dados.

Adicionalmente, deverá solicitar à empresa (e outras eventualmente envolvidas) o apagamento desses dados, podendo participar a situação à Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) para que esta investigue eventuais tratamentos de dados não autorizados, utilizando o formulário de contacto existente na página da CNPD (www.cnpd.pt) ou enviando um e-mail para a CNPD (geral@cnpd.pt).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

Os meus dados foram usados sem autorização. Que posso fazer?