Consultório Fiscal

Que tipo de projetos tem apoios no combate à pandemia?

EPA/MICHAEL REYNOLDS
EPA/MICHAEL REYNOLDS

O novo Consultório Financeiro e Fiscal do DV conta com esclarecimentos prestados pela Globalwe.

Tem dúvidas sobre impostos, precisa de aconselhamento fiscal para melhor prever o futuro da sua empresa? Com a ajuda de quem melhor sabe, o Dinheiro Vivo responde a questões relacionadas com finanças e impostos no trabalho. Um novo consultório financeiro e fiscal, em parceria com a equipa de consultores da Globalwe. Envie o seu caso ou dúvida para editorial@dinheirovivo.pt

Que tipo de projetos é abrangido pelo Sistema de Incentivos Inovação Produtiva Covid-19 do Portugal2020?

Este programa tem o objetivo de apoiar empresas que pretendam estabelecer, reforçar ou reverter as suas capacidades de produção de bens e serviços destinados a combater a pandemia, incluindo a construção e a modernização de instalações de testes e ensaios dos produtos relevantes da Covid-19.

A tipologia de projetos a apoiar é:

– Produção de medicamentos e tratamentos relevantes (incluindo vacinas), seus produtos intermédios, princípios farmacêuticos ativos e matérias-primas;

– Dispositivos médicos e equipamento médico e hospitalar (incluindo ventiladores, vestuário e equipamento de proteção, bem como instrumentos de diagnóstico) e as matérias-primas necessárias;

– Desinfetantes e seus produtos intermédios e substâncias químicas básicas necessárias para a sua produção;

– Ferramentas de recolha e processamento de dados;

Recordamos que os destinatários deste incentivo são as empresas (PME e grandes empresas) de qualquer natureza e sob qualquer forma jurídica.

Os montantes de investimento vão de 25 mil euros a um máximo de 4 milhões de euros, com uma taxa máxima de incentivo de 80%, sendo que existe uma majoração de 15 pp para projetos concluídos no prazo de dois meses. Estão abrangidas as Regiões NUTS II do Continente: Norte, Centro, Lisboa, Alentejo e Algarve.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: José Carmo/Global Imagens

ISEG estima queda do PIB entre 8% e 10% este ano

António Mota, fundador da Mota-Engil. Fotografia: D.R.

Mota-Engil é a única portuguesa entre as 100 maiores cotadas do setor

António Rios Amorim, CEO da Corticeira Amorim. Fotografia: Tony Dias/Global Imagens

Lucros da Corticeira Amorim caíram 15,1% para 34,3 milhões no primeiro semestre

Que tipo de projetos tem apoios no combate à pandemia?