Investimento

Rui Leão Martinho: investimento é “ponto fraco” da economia portuguesa

Rui Leão Martinho, bastonário da Ordem dos Economistas.
(Fotografia: Paulo Spranger/ Global Imagens)
Rui Leão Martinho, bastonário da Ordem dos Economistas. (Fotografia: Paulo Spranger/ Global Imagens)

Bastonário da Ordem dos Economistas realçou que o investimento é um dos pontos fracos da economia portuguesa.

“A economia portuguesa tem muitos riscos e conta muito com o turismo”, afirmou o bastonário da Ordem dos Economistas, Rui Leão Martinho, durante a XII Conferência Anual do Turismo, na Madeira, classificando o setor como “a atividade âncora” do país.

Assim como também “conta muito com as exportações e o investimento”, continuava Leão Martinho, embora referindo que “é o ponto fraco” da economia portuguesa.

O economista considera que têm de ser criadas condições para atrair “o investimento produtivo, assim como o financeiro”. “Precisamos de ter o mercado de capitais a funcionar, a bolsa a trabalhar e o capital de risco a fazer o seu papel”, realçou.

Também presente, o economista chefe do Santander, Rui Constantino, disse ainda que, “os ciclos de investimento têm que ser mais rápido. É preciso gerar retorno num horizonte mais curto. As empresas têm que investir mais e gerar mais capital”.

*A jornalista viajou a convite da Ordem dos Economistas da Madeira

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

Motoristas de matérias perigosas em greve concentrados na Companhia Logística de Combustiveis - CLC.
Fotografia: Paulo Spranger / Global Imagens

Combustíveis. Sindicato conseguiu mais 200 sócios com greve

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Rui Leão Martinho: investimento é “ponto fraco” da economia portuguesa