Money Conference

Novo Banco garante fecho da venda de mega carteira de malparado em 2018

A carregar player...

O Novo Banco vai concluir a operação de venda de uma carteira de 1,75 mil milhões de euros de crédito malparado antes do final do ano, afirmou António Ramalho, presidente executivo do banco.

O banco tem “já selecionada uma short list de três consórcios compradores”.

“Aguardamos agora que façam as suas análises da carteira com toda a precisão para fazerem as suas propostas até ao início de dezembro. A operação procura desconsolidar antes do final do ano para que todos os efeitos se verifiquem antes do final do ano”, afirmou António Ramalho, ao Dinheiro Vivo, à margem da Money Conference.

“É uma operação interessante, como deve imaginar. É a maior operação até agora feita no mercado português. É uma operação que é particularmente importante para o Novo Banco e representa um passo decisivo naquilo que é a reestruturação do banco. E daí nascermos para a construção do banco”, disse.

Sobre o restante processo de reestruturação do banco, frisou que a maior parte das saídas de trabalhadores já ocorreu e que o Novo Banco está a recrutar novos quadros, nomeadamente de topo, para ajustar a sua estrutura de colaboradores ao mundo da banca digital.

António Ramalho, presidente executivo do Novo Banco, apontou que o banco está numa fase em que a redução de número de trabalhadores não é “já muito expressiva”.

“Estamos numa fase em que procuramos encontrar condições que permitem uma renovação significativa dos quadros. A banca está num período de grande transformação, o modelo digital cria-nos novos desafios e isso traz-nos sobretudo um novo desafio de competências e um novo desafio de novas características”, afirmou. Isto sem aumentar custos.

“Já estamos a recrutar, através de um sistema de estágios e também estamos a recrutar alguns líderes do futuro, nomeadamente temos um novo chief digital officer que recrutámos recentemente”, indicou.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Carlos Costa, Governador do Banco de Portugal

BES: Processos contra Banco de Portugal caem para metade

O primeiro-ministro, António Costa, gesticula durante o debate quinzenal na Assembleia da República, em Lisboa, 19 de março de 2019. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

António Costa: “Portugal vai continuar a crescer acima da média europeia”

Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/ LUSA

Rendas na energia: João Matos Fernandes encontrou “ambiente crispado”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Novo Banco garante fecho da venda de mega carteira de malparado em 2018