debate

BCP. Ter a Fosun como acionista permitiu acesso a mercado chinês

A carregar player...

Veja o vídeo com a intervenção de Miguel Maya, CEO do Millennium BCP, na conferência Road To China.

Miguel Maya, CEO do Millennium BCP, disse que a Fosun como acionista do banco permitiu terminar o processo de transformação no principal banco privado. O acionista chinês sem relação com o setor financeiro detém 30% do banco, enquanto os acionistas angolanos têm 20%. Apesar disso, a consolidação é em Portugal. “É o nosso mercado principal. Não somos uma filial, uma sucursal.”, disse o CEO, sublinhando que com esta estrutura acionista ganham acesso a um conjunto de clientes chineses e angolanos.

O CEO sublinhou o recente protocolo assinado com o grupo Alibaba, que tem o sistema Alipay, que tornará mais fácil o consumo e o pagamento a 260 mil turistas chineses que visitam Portugal todos os anos e que gastam 130 milhões no país, valor que pode aumentar 40%, se puderem utilizar os mesmos meios de pagamento do seu país.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
REUTERS/Pedro Nunes/File Photo

Programa de arrendamento acessível arranca a 1 de julho. Tudo o que deve saber

Fotografia: Pedro Rocha/Global Imagens

Governo questiona RTP sobre não transmissão de Jogos de Minsk

DHL Express Store2

DHL Express vai investir até 600 mil euros em rede de lojas pelo país

Outros conteúdos GMG
BCP. Ter a Fosun como acionista permitiu acesso a mercado chinês