Energia

ERSE. EDP lidera no mercado livre mas há um ano que perde clientes

EDP

EDP tem hoje 81% dos clientes no mercado livre (há um ano eram 83%), a Endesa lidera nos clientes industriais e a Iberdrola nos grandes consumidores.

De acordo com o mais recente boletim da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), o mercado livre de eletricidade alcançou um número acumulado superior a 5,088 milhões de clientes em novembro de 2018, com um crescimento líquido de cerca de 9,7 mil clientes face a outubro de 2018, o que representa um crescimento de aproximadamente 2,8% face ao homólogo.

No global, em novembro de 2018, a carteira de clientes ainda fornecidos pelo comercializador de último recurso (CUR), EDP Serviços Universal, era cerca de 1,13 milhões de clientes (dos mais de 6 milhões no total).

Quer isto dizer que “a quase totalidade dos grandes consumidores está já no mercado livre, a percentagem de domésticos representa em novembro cerca de 85% do consumo total do segmento, face aos cerca de 84% registados no mês homólogo”. Já em termos de consumo, registou-se um aumento de 115 GWh face a outubro atingindo 43 019 GWh no mercado livre, o que representa um acréscimo de 0,3% face ao mês anterior e de cerca de 3,0% face ao homólogo. O consumo no mercado livre representa em novembro cerca de 93,6% do consumo total registado em Portugal continental, refere a ERSE em comunicado.

Em termos de quota de mercado, diz o regulador, a EDP Comercial manteve a sua posição como principal operador no mercado livre em número de clientes (81%), com uma perda de quota de 0,2 pontos percentuais, tendência que já vem a ocorrer desde janeiro de 2018. No entanto, a EDP aumentou a sua quota em termos de consumo (42%) em 0,1 pontos percentuais.

Por sua vez, o boletim da ERSE de janeiro de 2018 atribuía nessa altura à EDP Comercial 83% do total de clientes do mercado livre.

Em sentido contrário, a Endesa tinha há um ano 4,5% do número de clientes, sendo que o último boletim da ERSE dá conta de uma quota de mercado de 5,6%. A Iberdrola passou, por exemplo, desde janeiro de 2018, de 3% para 4,7% do número de clientes. Já a Galp passou de 5,3% para 5,1% e a Goldenergy passou de 1,8% para 1,7$%.

No que diz respeito ao número de clientes, a Iberdrola (4,7%) viu as suas quotas avançar em 0,2 pontos percentuais. As outras comercializadoras mantiveram as suas quotas: a Endesa (5,6%), a Galp (5,1%), a Goldenergy (1,7%), a GN Fenosa (0,6%), a PH (0,2%).

A Endesa manteve em novembro a sua liderança no segmento de clientes industriais (27%) e a Iberdrola a liderança no segmento dos grandes consumidores (31%), mantendo ambas a sua quota de mercado face a outubro.

Quanto ao consumo, a Iberdrola (17,0%) aumentou as suas quotas em 0,1 pontos percentuais em novembro enquanto a Galp (7,7%) registou uma redução de 0,1 pontos percentuais. Todas as demais comercializadoras mantiveram as suas quotas inalteradas: a Endesa (16,7%), a Fortia (3,2%), a GN Fenosa (2,6%), a Acciona (1,8%).

No segmento de grandes consumidores, a Iberdrola (30,7%), líder do segmento, manteve a sua quota face aos valores de outubro de 2018. Em segundo lugar encontra-se a EDP (21,1%) mantendo também as suas quotas em relação ao mês anterior. Em seguida, encontra-se a Endesa (17,9%

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(PAULO CUNHA/LUSA)

Costa espera ser primeiro-ministro 12 anos e dar início à regionalização

O novo primeiro-ministro, António Costa. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

OE2020: Costa anuncia reforço de incentivos ao arrendamento acessível

Alexandra Leitão, ministra da Administração Pública. Fotografia: António Pedro Santos/Lusa

Funcionários mais antigos podem perder dias de férias com baixas prolongadas

Outros conteúdos GMG
ERSE. EDP lidera no mercado livre mas há um ano que perde clientes