Economia

Banco Mundial revê em baixa perspetivas de crescimento para 2019 e 2020

D.R.
D.R.

Os números, uma décima abaixo daquilo que tinha sido previsto há seis meses, constam do relatório de Perspetivas Económicas Globais do Banco Mundial.

O Banco Mundial reviu em baixa as previsões de crescimento económico para este ano e para 2020, para 2,9% e 2,8% respetivamente, devido à diminuição do comércio internacional e as crescentes pressões financeiras sobre os mercados emergentes, escreve, esta quarta-feira, o Expansión.

Os números, uma décima abaixo daquilo que tinha sido previsto há seis meses, constam do relatório de Perspetivas Económicas Globais do Banco Mundial, divulgado na terça-feira, 8 de janeiro.

O documento aponta como causas o continuado processo de desaceleração da economia chinesa, que se prevê que passe de um crescimento de 6,5% em 2018 para 6,2% este ano e, ainda, a moderação do já débil crescimento da zona euro, de 1,9% para 1,6%.

O relatório, citado pelo económico espanhol, sublinha que “a recuperação dos exportadores de matérias-primas estagnou, enquanto a atividade dos importadores desses produtos desacelerou”. Fazendo referência à taxa progressiva de aumento dos juros liderada pela Reserva Federal dos EUA, o documento diz ainda que “um ajuste mais abrupto dos custos de financiamento poderá reduzir os fluxos de capital e levar a um menor crescimento em muitos mercados emergentes”.

Prevê-se que as economias dos mercados emergentes cresçam 4,2% este ano, com as avançadas a crescer 2%, escreve a Reuters. A isto soma-se a previsível diminuição da procura externa das principais economias, elevados níveis de endividamento públicos e privados e a intensificação das tensões comerciais.

O Banco Mundial divulga as informações numa altura em que os EUA e a China se veem envoltos numa disputa comercial que tem abalado os mercados financeiros de todo mundo nos últimos meses. Ainda assim, os dois países preparam-se para começar o terceiro dia de negociações em Pequim, um encontro que pode colocar um ponto final nas tensões comerciais.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Banco Mundial revê em baixa perspetivas de crescimento para 2019 e 2020