Energia

Pico histórico de produção eólica em Portugal bate recorde a nível europeu

Foto: DR
Foto: DR

A WindEurope referiu Portugal como "o país europeu com maior incorporação de eólica na produção no dia 1 de fevereiro".

Portugal acabou de bater um novo recorde de produção eólica diária, mas não foi apenas a nível nacional, mas também em toda a Europa, salienta a Associação Portuguesas de Energias Renováveis (APREN) em comunicado. Os 102,8 GWh produzidos a 1 de fevereiro foram destacados pela associação internacional WindEurope, que referiu Portugal como “o país europeu com maior incorporação de eólica na produção no dia 1 de fevereiro”, quando a potência eólica atingiu 90% do consumo nacional.

De acordo com informação divulgada pela REN, a 1 de fevereiro o sistema elétrico nacional registou uma produção de 102,8 GWh, que ultrapassam o anterior valor máximo de 101,9 GWh, registado apenas nove dias antes. Destaque também a potência máxima de 4.594 MW, que representa também um valor histórico.

Na data referida, 63% da eletricidade em Portugal foi produzida a partir de fontes eólicas, e “à hora de ponta eólica”, a produção eólica correspondeu a 90% do consumo nacional. Do total da produção de 180 gigawatts hora (GWh), foi exportada cerca de 3,7% (6,7 MWh).

“A APREN congratula-se com este feito, na medida em que demonstra a capacidade dos nossos recursos endógenos e técnicos para uma produção de energia mais sustentável, enquadrada nos objetivos recentemente divulgados no Plano Nacional de Energia e Clima (PNEC) 2030”, disse a associação em comunicado.

O Sistema Elétrico Nacional registou então um novo máximo histórico de produção eólica diária e desta vez o recorde foi registado tanto na produção diária (102,8 GWh) como na potência máxima (4594 MW). Neste dia, o share da produção eólica foi de 63% e, à hora da ponta eólica, a produção eólica correspondia a 90% do consumo nacional. Cerca de 3,7% (6,7 GWh) da produção nacional foi destinada a exportação, de um total de 180 GWh de produção no dia.

Atualmente, estão instalados nas centrais eólicas 5150 MW, que em média abastecem cerca de 25% do consumo nacional. Em 2018, a produção renovável abasteceu 52% do consumo nacional, mais saldo exportador, repartida pela eólica e hidroelétrica, ambas com 23%, biomassa com 5% e fotovoltaica com 1,5%.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

fotografia: Luís Costa Carvalho

Corticeira Amorim investe oito milhões e inaugura nova fábrica nos EUA

António Mexia lidera a EDP desde 2005

António Mexia, CEO da EDP, ganhou 6.000 euros por dia em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Pico histórico de produção eólica em Portugal bate recorde a nível europeu