transportes

Uber Copter. Novo táxi aéreo em Nova Iorque vai custar em média 225 dólares

Fotografia: REUTERS/Eduardo Munoz
Fotografia: REUTERS/Eduardo Munoz

O serviço vai ter um percurso predeterminado, entre a zona do 'ferry' em Staten Island, Manhattan, e o aeroporto JFK, em oito minutos.

A Uber vai iniciar o serviço de táxi aéreo em Nova Iorque, em 09 de julho, com um preço médio entre 200 e 225 dólares, em helicópteros com capacidade máxima para cinco passageiros e dois tripulantes.

A informação foi avançada pelo jornal The New York Times, que adiantou que o serviço vai ser feito sob a firma Uber Copter.

O serviço vai ter um percurso predeterminado, entre a zona do ‘ferry’ em Staten Island, Manhattan, e o aeroporto JFK, com um tempo de voo de aproximadamente oito minutos.

“Esta é uma viagem que muitas pessoas fazem diariamente e vemos aqui a oportunidade de lhes poupar uma grande quantidade de tempo”, afirmou Eric Allison, dirigente da Uber.

Atualmente, esta viagem por automóvel pode durar pelo menos uma hora, que pode exceder duas, durante a designada hora de ponta. Outros modos de trânsito, como o metropolitano e comboio de Long Island, demoram entre 50 e 75 minutos enquanto a Uber Copter compromete-se a reduzir a duração total da viagem, incluindo o transporte terrestre, a apenas 30 minutos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

O ex-diretor das Grandes Empresas da Caixa Geral de Depósitos, José Pedro Cabral dos Santos na II comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República. MÁRIO CRUZ

Cabral dos Santos apresenta carta a desmentir Berardo sobre créditos na CGD

António Costa Silva, presidente do grupo Partex. 
(Nuno Pinto Fernandes / Global Imagens)

Gulbenkian conclui venda da Partex à tailandesa PTTEP por mais de 600 milhões

Outros conteúdos GMG
Uber Copter. Novo táxi aéreo em Nova Iorque vai custar em média 225 dólares