Greve dos motoristas

ENSE volta a apelar à contenção no consumo devido à greve

greve2-d9971f07cb8822317014cb46fd8428261b236dfe

A greve dos motoristas de matérias perigosas teve início na segunda-feira e decorre por tempo indeterminado.

A ENSE-Entidade Nacional para o Setor Energético voltou a apelar esta quinta-feira para que haja uma contenção no consumo de combustíveis pela população devido à greve dos motoristas, que está a decorrer por tempo indeterminado.

A ENSE “recorda que a greve em causa continua a criar constrangimentos na distribuição de combustível no país, apelando à contenção na sua utilização”, refere o regulador num comunicado.

Ainda assim, segundo o comunicado, “o abastecimento dos postos de combustível e dos aeroportos está a processar-se com regularidade, estando a ser cumpridos – até às 10:00 do dia de hoje -, os serviços mínimos legalmente estabelecidos”.

Adianta que “durante a noite de hoje estiveram envolvidos no transporte de combustíveis: 26 elementos Forças Armadas e das Forças de Segurança. À primeira hora da manhã, o número subiu para 54”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves. (ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

TAP compromete-se a “adicionar e ajustar planos de rota”

O primeiro-ministro, António Costa. JOÃO RELVAS/POOL/LUSA

Costa. Lay-off deve deixar de ser fator de perda de rendimento

covid 19 portugal casos coronavirus DGS

1356 mortos e 31292 casos confirmados de covid-19 em Portugal

ENSE volta a apelar à contenção no consumo devido à greve