Óbito

CGD sublinha o “rigor e exigência” de Ferreira de Oliveira

Manuel Ferreira de Oliveira faleceu sábado aos 70 anos. Foto: D.R.
Manuel Ferreira de Oliveira faleceu sábado aos 70 anos. Foto: D.R.

O presidente do conselho de administração e da comissão executiva salientam, também, "a sensibilidade do trato pessoal"

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) lamentou o falecimento de Manuel Ferreira de Oliveira, que exercia a função de presidente da Comissão de Remunerações da Assembleia Geral no banco.

“Nos últimos quatro anos, no desempenho das suas funções, o Engenheiro Ferreira de Oliveira contribuiu para a definição e elaboração de uma nova Política de Avaliação e Remuneração dos Órgãos de Administração e de Fiscalização do Banco, ajustada às exigências de rigor e transparência, com foco no futuro do Banco e na sustentabilidade das políticas estruturantes, nas quais colocou o seu saber de gestão de empresas e de pessoas e a sensibilidade pessoal do seu carácter de rigor e exigência”, sublinha o banco público em comunicado.

O presidente do conselho de administração e da comissão executiva, cuja avaliação é da competência da Comissão a que presidia Ferreira de Oliveira, salientam, também, “a sensibilidade do trato pessoal do Engenheiro Ferreira de Oliveira no exercício das suas funções”.

A Caixa Geral de Depósitos apresenta as mais sinceras condolências à sua família.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, e o ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP

Exportações e turismo afundam 9,6% e geram recessão de 2,3% no 1º trimestre

Cartões de crédito e débito. Fotografia: Global Imagens

Malparado: 10% das famílias com crédito está em incumprimento

Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Um quarto das empresas de alojamento e restauração está em incumprimento

CGD sublinha o “rigor e exigência” de Ferreira de Oliveira