EUA/Irão

Tensão no Médio Oriente empurra bolsas para terreno negativo

Donald Trump ordenou a morte do comandante da força de elite iraniana Al-Quds, general Qassem Soleimani. Foto: REUTERS/Kevin Lamarque
Donald Trump ordenou a morte do comandante da força de elite iraniana Al-Quds, general Qassem Soleimani. Foto: REUTERS/Kevin Lamarque

O preço do Brent, referência do crude para a Europa, subia 3% na abertura até aos 68,47 dólares.

As principais bolsas europeias estão a ser penalizadas pelo aumento das tensões no Médio Oriente, depois dos EUA terem ordenado a morte do comandante da força de elite iraniana Al-Quds, Qassem Soleimani, num ataque aéreo ao aeroporto de Bagdad.

Às 8h30 em Lisboa, as bolsas seguiam em baixa entre os 0,35 de Londres e os 0,98% de Frankfurt. O EuroStoxx 600 recuava 0,55% para 417,41 pontos. Lisboa mantinha a tendência negativa e recuava 0,48% para 5.240,26 pontos.

As tensões no Médio Oriente fizeram já disparar o preço do crude, que no caso do Brent, de referência na Europa, subia 3% na abertura até aos 68,47 dólares.

A representação diplomática dos EUA pediu aos norte-americanos no Iraque “que partam de avião o mais rápido possível” ou saiam “para outros países por via terrestre”. As principais passagens de fronteira do Iraque levam ao Irão e à Síria, mas há outros pontos de passagem para a Arábia Saudita e a Turquia.

O assassínio do general iraniano Qassem Soleimani, enviado da República Islâmica ao Iraque, representa “uma escalada perigosa da violência”, disse hoje a presidente da Câmara dos Deputados norte-americana, a democrata Nancy Pelosi.

A Guarda Revolucionária confirmou a morte do general Qassem Soleimani, na sequência de um ataque aéreo, na manhã de hoje, contra o aeroporto de Bagdad, que também visou o ‘número dois’ da coligação de grupos paramilitares pró-iranianos no Iraque, Abu Mehdi al-Muhandis, conhecida como Mobilização Popular [Hachd al-Chaabi].

O Presidente dos Estados Unidos ordenou a morte do comandante da força de elite iraniana Al-Quds, general Qassem Soleimani, anunciou o Pentágono num comunicado. E adiantou que Soleimani estava “ativamente a desenvolver planos para atacar diplomatas e membros de serviço norte-americanos no Iraque e em toda a região”.

O líder supremo do Irão, Ali Khamenei, prometeu vingar a morte do general iraniano Qassem Soleimani e declarou três dias de luto nacional.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gustavo Bom/Global Imagens

Não conseguiu validar as faturas para o IRS? Contribuintes têm mais um dia

O ministro das Finanças, Mário Centeno, na apresentação das obras de arte da coleção BPN, agora integradas na Coleção do Estado, no Forte de Sacavém. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Fundo de Resolução já pagou em juros 530 milhões ao Estado e 90 milhões a bancos

(Filipe Amorim / Global Imagens)

Venda do Novo Banco é “um não-assunto” para o Fundo de Resolução

Tensão no Médio Oriente empurra bolsas para terreno negativo