Coesão

Centro de Beja “bem guardado” à espera dos ‘Amigos da Coesão’

António Costa, primeiro-ministro de Portugal. ( EPA/JULIEN WARNAND)
António Costa, primeiro-ministro de Portugal. ( EPA/JULIEN WARNAND)

António Costa convidou os líderes dos países 'Amigos da Coesão' para uma cimeira destinada a reforçar a posição os contra cortes nos fundos da UE.

O centro histórico de Beja “acordou hoje bem guardado” nas imediações da pousada onde se realiza a cimeira dos ‘Amigos da Coesão’ da União Europeia, em torno da qual foi montado um perímetro de segurança.

A vários metros de distância da Pousada de S. Francisco o trânsito encontra-se cortado com gradeamentos e com presença policial e para aceder ao interior do edifício os jornalistas acreditados tem de passar por controlo semelhante ao usado nos aeroportos.

Na rua estão dezenas de elementos de várias especialidades da PSP, nomeadamente, junto às baias, nas portas de Mértola, onde desde as 11:20 estão concentrados mais de 100 elementos do movimento cívico Beja Merece Mais.

O grupo deste movimento, que defende a melhoria de acessibilidades a Beja e ao Baixo Alentejo, nomeadamente a eletrificação da linha ferroviária, a construção da A26 ou o aproveitamento do aeroporto da cidade, está maioritariamente vestido de preto com a fila da frente a mostrar um pequeno cartaz com as reivindicações.

Fonte da PSP disse à agência Lusa que estão hoje presentes em Beja elementos de todas as valências da unidade especial de polícia, nomeadamente das áreas dos explosivos, cinotecnia, do corpo de intervenção ou do corpo de segurança pessoal.

Além disso e excluindo a segurança das comitivas dos chefes de Estado de outros países, o comando distrital de Beja também está mobilizado para este evento com valências como a fiscalização de transito e o policiamento de rua, entre outras.

Surpreendido com todo este aparato estava Silvestre Rodrigues, de 97 anos, que veio dar a sua “voltinha matinal” às portas de Mértola, perto da pousada, e quando a Lusa o encontro observava os agentes da PSP.

“Não nos deixam passar para lado nenhum. Vou-me já embora”, disse.

Mesmo ali ao lado, o proprietário de uma drogaria que existe na cidade há mais de 60 anos, Luís Matos Cardoso, dava dois dedos de conversa à porta com mais três amigos, mas disse saber o que o dia lhe reserva: “é a cimeira da união faz a força”.

Logo pela manhã contou, a sua mulher até se deparou “com o amigo Costa já na rua e esteve a falar com ele”.

“Ela disse-lhe que antes a câmara era PCP e tinham desculpa, mas agora é PS e está tudo na mesma. E as acessibilidades tem de melhorar para Beja”, contou Luís Matos Cardoso deixando também a resposta do primeiro-ministro: “O amigo Costa disse-lhe que logo ia ver”.

O primeiro-ministro, António Costa, convidou os líderes dos países “Amigos da Coesão” para uma cimeira, que decorre hoje, em Beja, e que visa reforçar a posição dos Estados-membros contra cortes na política de coesão no próximo orçamento plurianual da União Europeia. –

Os países que participam na cimeira preparam-se para transmitir uma mensagem de “unidade” contra a existência de cortes nestes fundos no próximo Quadro Financeiro Plurianual (2021-2027).

Na declaração final, será também transmitida uma mensagem de caráter político, salientando-se “a importância” dos fundos de coesão para o futuro do projeto europeu.

A declaração final deverá ser subscrita por 15 dos 17 Estados membros ‘Amigos da Coesão’ que participam na cimeira de Beja.

Esta será a terceira cimeira dos países ‘Amigos da Coesão’, depois de Bratislava e de Praga, e a reunião de Beja realiza-se a pouco mais de duas semanas da cimeira informal de chefes de Estado e de Governo da União Europeia, prevista para dia 20 de fevereiro e que foi convocada pelo presidente do Conselho Europeu, Charles Michel.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: Leonel de Castro/Global Imagens

Famílias com 12 meses para pagarem rendas do estado de emergência

(João Silva/ Global Imagens)

Papel higiénico, conservas:em 2 semanas, portugueses gastam 585 milhões no super

coronavírus em Portugal (covid-19) corona vírus

140 mortos e 6408 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Centro de Beja “bem guardado” à espera dos ‘Amigos da Coesão’