Construção

2019 arrancou forte no mercado da habitação

construção

O consumo de cimento cresceu 15,9% e os licenciamentos para reabilitação aumentaram 17,3% Já a construção nova de casas aumentou 42,5%

Mais consumo de cimento, mais obras licenciadas, mais créditos à habitação aprovados. O ano de 2019 arrancou forte no mercado da habitação, diz a Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas.

Em comunicado, a AICCOPN dá conta que, no primeiro mês de 2019, o consumo de cimento no mercado nacional totalizou 258,7 mil toneladas, o que traduz um aumento de 15,9% face a igual mês do ano anterior. Quanto aos licenciamentos, foram autorizados 1.405 obras de construção e reabilitação de edifícios habitacionais, um crescimento homólogo de 17,3%. Mais significativo, ainda, foi o acréscimo dos licenciamentos para construção nova: 42,5% correspondentes a 1.835 fogos licenciados em janeiro.

Também no crédito à habitação o aumento foi “significativo”, tendo sido concedidos 747 milhões de euros, mais 17,8% que em janeiro de 2018, sendo que o valor médio da avaliação bancária cresceu 6,2% para 1.226 euros por metro quadrado. O crescimento foi mais significativo nos apartamentos (+6,9%), cujo valor é agora de 1.288 euros por metro quadrado. Nas moradias, o valor médio da avaliação bancária foi de 1.125 euros, um aumento homólogo de 4,8%.

A região em destaque na síntese estatística da habitação da AICCOPN referente a janeiro e o Alentejo, onde o número de fogos licenciados em construções novas nos últimos doze meses (terminados em janeiro de 2019) totalizou 836, mais 35,3% que no período homólogo. Destes, 77% são de tipologia T3 ou superior e apenas 23% de tipologia T2 ou inferior. Em termos de avaliação bancária, o metro quadrados da habitação nesta região está nos 1.018 euros, um aumento de 4,2%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Zalando é uma das maiores empresas de moda online a nível europeu. (Fabrizio Bensch/REUTERS)

Zalando sai de Portugal um ano depois de investir 3 milhões

( Filipe Amorim / Global Imagens )

Atlético de Madrid propõs ao Benfica 126 milhões de euros por João Félix

Fotografia: Pedro Rocha/Global Imagens

Governo questiona RTP sobre não transmissão de Jogos de Minsk

Outros conteúdos GMG
2019 arrancou forte no mercado da habitação