Consumo

57% dos portugueses admite comprar menos… pelo ambiente

Fotografia: Rui Oliveira/Global Imagens
Fotografia: Rui Oliveira/Global Imagens

Estudo revela ainda o impacto das redes sociais tanto nas escolhas de consumo mais sustentáveis, como no aumento do consumismo.

Mais de metade dos portugueses admite estar a reduzir o consumo por questões de sustentabilidade. E não são os únicos na Europa, 42% dos consumidores europeus de 24 países admitem que as preocupações com o ambiente estão a faze-los repensar os seus gastos.

Portugal está entre os países onde esse nível de preocupação é o mais elevado, com 57% a admitir que “o interesse pela sustentabilidade motivou-me a limitar os gastos”, de acordo com o estudo European Consumer Payment Report (ECPR) 2019, da Intrum, que será divulgado em breve.

Só a Grécia (61%), Eslováquia e Roménia (58%) suplantam Portugal, diz o estudo da empresa de serviços de gestão de crédito, junto a 24.004 consumidores de 24 países europeus.

Sustentabilidade motiva consumidores a limitar gastos-01

“No outro extremo da escala, apenas 26% dos consumidores holandeses e 29% dos britânicos dizem que a sustentabilidade está a restringir os seus hábitos de consumo”, refere a empresa em nota de imprensa.

As redes sociais têm um impacto nos consumidores. Se cerca de três em cada dez consumidores europeus (32%) diz que as redes sociais aumentaram a consciencialização sobre a compra de produtos éticos e / ou sustentáveis – com a Finlândia, Grécia e Portugal ocupam o melhor lugar nesta categoria -cerca de 39% dos europeus concorda com a afirmação de que “as redes sociais criam uma pressão para eu consumir mais do que deveria”.

O estudo é conhecido em vésperas da Black Friday, época promocional, onde uma séries de estudos apontam que os portugueses contam gastar mais do que em anos anteriores, estando os operadores de transporte de encomendas a antecipar crescimentos entre 25% a 75% do volume de encomendas transportadas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Fotografia: Pedro Granadeiro / Global Imagens )

Vendas de carros descem 71,6% em maio

O primeiro-ministro, António Costa. Fotografia: António Cotrim/Lusa

PIB pode registar quebra entre 9% a 15% em 2020

Lisboa, 25/05/2016 - Aspecto do Palco Mundo, durante uma reportagem do Diário de Notícias sobre o que acontece nos dias em que no Festival Rock in Rio não há concertos.

( Gustavo Bom / Global Imagens )

APSTE: Setor dos eventos com prejuízos de 20 milhões no segundo trimestre

57% dos portugueses admite comprar menos… pelo ambiente