Imobiliário

7120 jovens tentaram uma renda baixa no Porta 65

lisboa

Não é uma surpresa: a promessa de rendas baixas com o Porta 65 atrai cada vez mais jovens em início de vida

No último período de candidaturas, entre 17 de abril e 18 de maio, o Porta 65 recebeu 7120 pedidos de jovens que procuraram apoio para o pagamento de uma renda.

A vaga de candidaturas já era esperada, especialmente nas grandes cidades onde o mercado de arrendamento não consegue acompanhar a procura existente e os preços são elevados.

Os números confirmam esta tendência: é centros urbanos que se regista o maior número de candidaturas, com Lisboa a liderar o top 5 com 601 pedidos, seguida de Sintra com 393 candidaturas e Vila Nova de Gaia que recebeu 378 candidaturas. Logo atrás surgiu o Porto com 333 e Braga com outros 242 pedidos para apoio.

58% dos pedidos foram realizados por jovens isolados (4108) enquanto 40% das candidaturas (2824) disseram respeito a jovens casais. Houve ainda 188 pedidos de jovens em regime de coabitação.

O portal da habitação mostra ainda que a tipologia mais procurada é a do T2, que reuniu bem mais de metade das candidaturas realizadas nesta fase do programa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
boris johnson brexit

Brexit: Um acordo que responde “às circunstâncias únicas da Irlanda”

Álvaro Santos Pereira, ex-ministro da Economia, na comissão de inquérito do Parlamento sobre as rendas excessivas da eletricidade, Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Álvaro Santos Pereira ataca “corporativismo” de notários, advogados e arquitetos

Álvaro Santos Pereira, ex-ministro da Economia, na comissão de inquérito do Parlamento sobre as rendas excessivas da eletricidade, Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Álvaro Santos Pereira ataca “corporativismo” de notários, advogados e arquitetos

Outros conteúdos GMG
7120 jovens tentaram uma renda baixa no Porta 65