Governo

Abril complicado. As 10 datas decisivas

Passos diz que Relvas não cometeu abusos
Passos diz que Relvas não cometeu abusos

Abril é um mês decidivo para o governo de Pedro Passos Coelho. Tome nota dos principais acontecimentos previstos.

Quarta-feira

› Moção de censura – António José Seguro anunciou uma moção de censura, na última quinta-feira, que esta semana o secretário-geral do PS traduz em texto, para discutir na primeira semana de abril no Parlamento.

Decisão do Tribunal Constitucional

Em breve, só não se sabe quando, os juízes do Tribunal Constitucional pronunciam-se sobre vários pedidos de inconstitucionalidade do Orçamento do Estado para 2013.

13 de abril

› Eleições diretas no PS Os socialistas votam para a sua liderança depois de Seguro ter andado um mês na estrada. Aires Pedro, militante do PS madeirense, é o seu único adversário.

15 de abril

› Conselho Nacional do CDS Este órgão dos centristas reúne-se a 15 de abril para convocar um Congresso até ao verão. Nesse encontro será eleito o presidente do partido. Ou seja, Paulo Portas.

Meados de Abril

FMI e troika produzem relatório sobre sétima avaliação

19 de abril

› 40 anos do PS – O 40.º aniversário poderá servir para a direção do PS reunir históricos do partido, como Mário Soares ou o “pai” do SNS, António Arnaut.

20 e 21 de abril

› Congresso da UGT – A central sindical reúne-se, num momento em que há sinais de que a UGT pode romper com o memorando.

23 de abril

› Execução orçamental – Os dados da execução orçamental do primeiro trimestre são divulgados em abril, eventualmente a 23, mas podem vir a ser nova dor de cabeça, depois das correções que Vítor Gaspar já fez.

25 de abril

› Comemorações – A data da Revolução é marcada pela sessão solene no Parlamento. Nos anos dos governos Sócrates, Cavaco Silva aproveitou a ocasião para deixar avisos à navegação.

26 a 28 de abril

› Congresso do PS – Os socialistas encontram-se no congresso que se espera da entronização de António José Seguro como líder.

Final de abril

› Estratégia Orçamental – O Documento de Estratégia Orçamental tem de ser apresentado até final de abril por Vítor Gaspar. O ministro das Finanças enuncia aqui os cortes a fazer na despesa pública.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página Inicial

Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, com responsáveis da VW na apresentação do T-Roc. Fotografia: DR

Caldeira Cabral confiante em acordo com trabalhadores da Autoeuropa

Fátima Barros, presidente da Anacom
Fotografia: Álvaro Isidoro / Global Imagens

Operadores dificultam rescisões de contratos e Anacom divulga alternativas

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Abril complicado. As 10 datas decisivas