Ação covid-19. Governo cria pacote de medidas para alavancar exportações

O pacote de medidas quer impulsionar vendas ao exterior, atrair investimento estrangeiro e compreende ainda mais mil milhões para seguros de crédito.

O plano Ação covid-19 foi detalhado pelo secretário de Estado da Internacionalização ao Jornal de Negócios. Segundo avança a publicação esta quarta-feira, trata-se de 14 medidas inseridas no Programa Internacionalizar 2030, que pretende alavancar as exportações portuguesas.

Será feita uma aposta no digital, lançadas campanhas internacionais que pretendem atrair investimento direto estrangeiro, por exemplo, e ainda o reforço dos seguros de crédito em mil milhões de euros.

"Queremos mostrar que Portugal está aberto para o fenómeno da exportação e da angariação de Investimento Direto Estrangeiro (IDE)", detalha Eurico Brilhante Dias ao Negócios. No próximo mês, o governo lançará uma campanha internacional com o nome #PortugalOpenForBusiness, que estará nas redes sociais e em artigos de publicações internacionais. O governante indica que o país pretende "tirar partido do facto de Portugal ter passado bem esta fase da pandemia, com boa imprensa internacional".

Haverá ainda um roteiro antes do lançamento da campanha, que passará por fábricas de vários setores, em Setúbal, Lisboa, Leiria, Santarém, Aveiro, Coimbra, Porto, Braga, Castelo Branco ou Faro. O objetivo será o de mostrar casos reais de empresas durante a pandemia.

Em relação ao aumento do plafond global das garantias de Estado para os seguros de crédito, haverá um reforço de mil milhões de euros, passando para os três mil milhões.

As medidas compreendem ainda o financiamento para as encomendas internacionais, dentro das linhas de apoio à liquidez. Segundo o jornal, trata-se de uma forma de as empresas conseguirem ter fundo de maneiro para dar resposta à procura dos clientes estrangeiros.

O pacote de medidas reforça a aposta no digital, nomeadamente através da adoção de processos digitais, do desenvolvimento de competências digitais ou da reconversão de recursos humanos para o mundo digital. O governo pretende ainda desenvolver o comércio eletrónico.

Até ao final da legislatura, Eurico Brilhante Dias quer que "Portugal retome o peso das exportações que tinha no final de 2019". No ano passado, o país terminou o ano com as exportações a representarem 44% do PIB.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de