obras públicas

Açores com investimentos de 550 milhões em obras públicas desde 2013

Açores

Investimentos abarcaram áreas como transportes, saúde ou educação.

O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, disse hoje que o volume de investimentos em obras públicas na região desde 2013 ascende a 550 milhões de euros, abarcando áreas como transportes, saúde ou educação.

“O volume de investimento em obras públicas desde 2013 e até este momento, em obras que estão concluídas ou em curso em todas as ilhas da nossa região, ascende a cerca de 550 milhões de euros”, destacou o governante.

Vasco Cordeiro falava em Vila Franca do Campo, na ilha de São Miguel, onde presidiu à inauguração das obras de construção do acesso ao porto de pescas do concelho açoriano.

O líder do executivo dos Açores anunciou hoje a abertura, em setembro, de cursos intensivos de formação na área da construção civil, projeto desenvolvido em colaboraão com a Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas dos Açores (AICOPA).

“Fruto desse trabalho de cooperação, de parceria e de diálogo, iniciar-se-ão, já em setembro, na Escola Profissional das Capelas, cursos intensivos de formação, nesta fase inicial nas áreas de serralharia, canalização e carpintaria, respondendo às necessidades que os empresários elencaram como mais imediatas”, declarou.

A obra de acesso ao porto de pescas de Vila Franca do Campo representou um investimento de cerca de 2,2 milhões de euros e permitirá retirar do centro histórico do concelho todo o tráfego de mercadorias de entrada e saída nesta zona portuária.

Na sua intervenção, perante o presidente da autarquia açoriana, Ricardo Rodrigues, vários deputados eleitos por São Miguel e diversos cidadãos, Vasco Cordeiro sustentou ainda que o trabalho na área das obras públicas passa também pelo investimento privado e pela “dinamização” da economia açoriana.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Foto: REUTERS/Rafael Marchante

Portugal entre os países europeus que ficaram mais desiguais

Foto: REUTERS/Rafael Marchante

Portugal entre os países europeus que ficaram mais desiguais

Angel Gurria, secretário-geral da OCDE. Fotografia: EPA/Mario Guzmán

OCDE mais pessimista. Sinais vermelhos para a economia

Outros conteúdos GMG
Açores com investimentos de 550 milhões em obras públicas desde 2013