Coronavírus

Adegga lança mercado de vinhos digital para apoiar produtores

Fotografia: Direitos Reservados
Fotografia: Direitos Reservados

Chama-se Adegga MarketPlace e vai agregar as novas lojas online dos produtores de vinho

A empresa portuguesa Adegga anunciou, nesta segunda-feira, o lançamento de um mercado de vinhos digital para apoiar os produtores nacionais face às limitações de venda que se verificam atualmente, devido à pandemia da covid-19.

“‘Adegga MarketPlace’ é a resposta da empresa portuguesa Adegga para apoiar os produtores nacionais nas limitações de venda de vinho atuais: as novas lojas ‘online’ de produtores de vinho passarão a estar a reunidas numa plataforma digital única, que dá acesso à audiência Adegga, composta por milhares de compradores de vinho digitais, e à tecnologia de comércio eletrónico desenvolvida pela empresa”, refere a empresa, co-fundada por André Ribeirinho, em comunicado.

A plataforma, que funciona como “solução agregadora” é de inscrição gratuita “para os primeiros produtores a fazer o registo”. Dispõe de “todas as ferramentas para responder à crescente procura por soluções online para compra de vinho”, designadamente pagamentos por cartão de crédito, referência Multibanco e MB Way, gestão de envios e apoio a clientes.

A nota acrescenta que, “em simultâneo, a equipa Adegga assegura o apoio no planeamento logístico dos envios junto de cada produtor, garantindo a possibilidade de a mesma ser usada pelos distribuidores locais identificados por cada marca inscrita”.

“Apoiar os produtores e apresentar uma resposta rápida para os desafios emergentes da situação atual foram as bases de criação do Adegga MarketPlace, embora essa procura de novas soluções digitais faça parte do ADN do Adegga. Há mais de 15 anos que desenvolvemos um trabalho pioneiro online pelo que a disponibilização da nossa plataforma acaba por ser uma evolução natural no apoio que sempre demos aos produtores de vinho”, sublinha André Ribeirinho.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus turismo turistas

ISEG. Recessão em Portugal pode chegar a 8% este ano

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. JOÃO RELVAS/LUSA

Pedidos de lay-off apresentados por 33.366 empresas

coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Rendimento básico incondicional? “Esperamos não ter de chegar a esse ponto”

Adegga lança mercado de vinhos digital para apoiar produtores