Aguiar-Branco anuncia encerramento da Empordef, holding pública das indústrias de defesa

Ministro da Defesa Aguiar-Branco
Ministro da Defesa Aguiar-Branco

O ministro da Defesa Nacional anunciou hoje que irá encerrar a Empresa Portuguesa de Defesa (Empordef) e que as sociedades que a integram passarão a ser geridas pelas tutelas setoriais da Defesa e das Finanças.

José Pedro Aguiar-Branco disse que irá propor que a atual administração da Empordef, ‘holding’ estatal que agrega as indústrias portuguesas de Defesa, apresente “em 90 dias” um “plano de dissolução”, por entender que “não faz sentido” continuar a existir uma sociedade gestora de participações sociais do universo das empresas de Defesa.

O facto de a empresa pública Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) ter sido extinta [e os terrenos e infraestruturas subconcessionados] também contribuiu para a decisão de liquidar a Empordef, disse Aguiar-Branco, que está a ser ouvido na comissão parlamentar de Defesa Nacional.

Leia também: Aguiar Branco: Tribunal Constitucional deve clarificar a sua decisão

Aguiar-Branco disse que o objetivo do ministério é apostar na “diplomacia económica na área da Defesa de forma mais forte e concertada” e que, nesse sentido, será alterado o objeto social de uma das empresas do universo Empordef, a IDD, Indústria de Desmilitarização e Defesa, para que esta entidade passe a assegurar a promoção das empresas portuguesas do setor.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Presidente do Conselho de Finanças Públicas (CFP), Nazaré da Costa Cabral. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Linhas de crédito anti-covid ainda podem vir a pesar muito nas contas públicas

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

Apoio a rendas rejeitado devido a “falha” eletrónica

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Só 789 empresas mantiveram lay-off simplificado em agosto

Aguiar-Branco anuncia encerramento da Empordef, holding pública das indústrias de defesa