AHRESP exige ao Governo novas medidas para proteger empresas e emprego

A AHRESP defende o reforço dos apoios a fundo perdido, uma maior proteção ao emprego e a intensificação do programa de apoio às rendas.

A AHRESP vai enviar "de imediato" ao Governo uma proposta de novas medidas que visam proteger as empresas e o emprego nos próximos meses, agora que se confirmou que a restauração, bares e cafés terão de encerrar portas durante pelo menos um mês.

A associação defende um novo quadro de apoio, que passa pelo reforço dos apoios a fundo perdido contribuindo para a liquidez das empresas, uma maior proteção ao emprego e, ainda, a intensificação do programa já anunciado de apoio às rendas.

"No dia em que se confirmou que as empresas de Restauração, Bares e Cafés terão de encerrar novamente portas durante pelo menos um mês, mantendo-se a funcionar apenas com take-away e entregas ao domicílio, a que acresce o dever de permanecer em casa, e em que o teletrabalho é imposto com coimas agravadas, impõe-se um novo quadro de apoio às empresas da restauração, similares e do alojamento turístico", diz a AHRESP em comunicado.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de