Edição especial

Alemanha coloca quinta-feira em circulação moeda de cinco euros

EPA/SVEN HOPPE
EPA/SVEN HOPPE

A nova moeda, chamada "Planeta Terra", apresenta um anel de plástico azul embutido no metal, que esteticamente simboliza a atmosfera

A Alemanha coloca na quinta-feira em circulação uma nova moeda, de cinco euros, uma peça inédita para colecionadores que também pode ser usada como método de pagamento no país.

Segundo explicou o Ministério das Finanças alemão, quando em fevereiro apresentou o projeto, a emissão é inovadora não só por ser a primeira moeda de cinco euros como pelos materiais utilizados, uma mistura de metais e de plásticos.

EPA/SVEN HOPPE

EPA/SVEN HOPPE

A “Planeta Terra” é um pouco maior e mais pesada que uma moeda de dois euros, com um diâmetro de 27,25 milímetros e um peso de 9 gramas.

A nova moeda, chamada “Planeta Terra”, apresenta um anel de plástico azul embutido no metal, que esteticamente simboliza a atmosfera, mas contém também elementos de segurança que “tornam muito difícil” a falsificação.

A face, desenhada por Alina Hoyer, tem uma águia, símbolo oficial do país, rodeada de 12 estrelas europeias e do nome oficial da Alemanha: Bundesrepublik Deutschland (República Federal da Alemanha).

No verso, desenhado por Stefan Klein, veem-se todos os continentes do planeta, rodeados pelo mesmo anel azul.

EPA/SVEN HOPPE

EPA/SVEN HOPPE

O banco central alemão, Bundesbank, indicou que a nova moeda vai ser emitida em duas versões, uma mais brilhante que a outra.

A primeira, com uma emissão de 1,5 milhões de unidades, poderá ser adquirida por 15,55 euros e será válida como meio de pagamento, e a segunda, especial para colecionadores, terá uma emissão de 250.000 unidades com um valor de 77,75 euros cada.

A “Planeta Terra” é um pouco maior e mais pesada que uma moeda de dois euros, com um diâmetro de 27,25 milímetros e um peso de 9 gramas. Participaram no projeto as cinco casas da moeda alemãs, situadas em Berlim, Hamburgo, Karlsruhe, Munique e Estugarda.

EPA/SVEN HOPPE

EPA/SVEN HOPPE

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
2. Os telemóveis desvalorizam até 78% do investimento num ano

Burlas com SMS custam um milhão por ano aos consumidores

Ana Jacinto, secretária-geral da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) antes de uma entrevista, esta manhã nos estúdios TSF.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Ana Jacinto. Hotelaria e restauração precisam de mais de 40 mil trabalhadores

Austin, EUA

Conheça o ranking das cidades mais desejadas pelos millennials em 2020

Alemanha coloca quinta-feira em circulação moeda de cinco euros